Geral

Noruega: autor de massacre ameaça ‘greve de fome’ se não receber PS3

O norueguês Anders Breivik, autor do assassinato em massa de 77 pessoas em Oslo (Nor), ameaça fazer greve de fome se não ocorrer a troca de seu videogame na cadeia – o PS2 (Playstation 2) pelo Playstation 3 (PS3) – informa a agência France-Presse. Além do console, Breivik – que considera como “tortura” essas condições […]

Arquivo Publicado em 15/02/2014, às 15h49

None

O norueguês Anders Breivik, autor do assassinato em massa de 77 pessoas em Oslo (Nor), ameaça fazer greve de fome se não ocorrer a troca de seu videogame na cadeia – o PS2 (Playstation 2) pelo Playstation 3 (PS3) – informa a agência France-Presse. Além do console, Breivik – que considera como “tortura” essas condições na cadeia – também pede jogos “mais adultos” e que ele tenha o poder de escolhê-los.

Breivik cumpre 21 de prisão pelo assassinato de 77 compatriotas com atentados a bomba, seguido de tiros – tinha como foco um encontro de jovens em um acampamento de verão. Em novembro de 2013, as autoridades norueguesas receberam uma lista com 12 exigências de Breivik, como mais comunicação com mundo – esta foi atendida. No entanto, a solicitação com a troca do videogame e seus jogos foi negada.

Um dos jogos que Anders Breivik teria reclamado é “Rayman Revolution”, indicado para crianças a partir de três anos de idade. Em janeiro, o norueguês mandou uma nova carta reclamando das condições e agora ameaça começar a greve de fome. Durante o julgamento de suas ações, foi revelado que Breivik jogava seis hora por dia o game de tiro em primeira pessoa “Call of Duty: Modern Warfare 2”. O próprio autor do massacre afirmou que o jogo ajudou “a ajustar sua mira” no tiroteio.

Jornal Midiamax