Geral

No Facebook, PT chama Eduardo Campos de “playboy mimado”, “tolo” e obra da “boa vontade” de Lula e Dilma

O Partido dos Trabalhadores (PT) publicou nesta terça-feira (07) um artigo apócrifo sem assinatura intitulado “A balada de Eduardo Campos”, com duras críticas ao governador de Pernambuco, provável adversário de Dilma Rousseff na eleição de outubro. No artigo publicado apenas na página oficial da sigla no Facebook, o PT chama Campos de “playboy mimado”, “tolo” […]

Arquivo Publicado em 07/01/2014, às 22h00

None

O Partido dos Trabalhadores (PT) publicou nesta terça-feira (07) um artigo apócrifo sem assinatura intitulado “A balada de Eduardo Campos”, com duras críticas ao governador de Pernambuco, provável adversário de Dilma Rousseff na eleição de outubro.

No artigo publicado apenas na página oficial da sigla no Facebook, o PT chama Campos de “playboy mimado”, “tolo” e “beneficiário singular da boa vontade dos governos do PT”, que resolveu lançar candidatura própria “estimulado pelos cães de guarda da mídia”.

O texto é uma das mais duras críticas feitas publicamente pelo PT a Eduardo Campos, mesmo o partido sendo aconselhado por Lula a ter cautela nas críticas contra o ex-aliado preferencial de Pernambuco.

O artigo credita o sucesso e popularidade de Campos no Estado de Pernambuco à programas lançados por Lula e Dilma, que, juntos, despejaram no estado do rival mais de R$30 bilhões nos últimos onze anos, de acordo com o texto.

“Eduardo Campos é o resultado de uma série de medidas que incluem a disposição de Lula em levar para Pernambuco a Refinaria Abreu e Lima, em parceria com a Venezuela, depois de uma luta de mais de 50 anos. Sem falar nas obras da transposição do Rio São Francisco e a Transnordestina. Ou do Estaleiro Atlântico Sul, fonte de empregos e prestígio que Campos usou tão bem em suas estratégias eleitorais”, diz um trecho do artigo.

“Pernambuco recebeu 30 bilhões de reais do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, do qual a presidenta Dilma Rousseff foi a principal idealizadora e gestora. (…) O estado também ganhou sete escolas técnicas federais, além de cinco campi da Universidade Federal Rural construídos para melhorar a vida do estudante do interior.”, afirma outro parágrafo.

A publicação na página do PT também tece duras críticas a Marina Silva, provável vice na chapa de Campos, que é chamada de “ovo da serpente”, que “despreza a política fazendo o que de pior se faz em política: praticando o adesismo puro e simples”.

Procurado pela reportagem de Terra Magazine, o PT não se pronunciou sobre o caso e não revelou o autor do texto. A sigla também não confirmou se o artigo é ou não uma posição oficial da legenda em relação a Eduardo Campos e Marina Silva.

Jornal Midiamax