Geral

Neto preocupado com saúde do avô denuncia falta de leitos nos hospitais da Capital

A falta de leitos nos hospitais públicos de Campo Grande vem preocupando os parentes daqueles que mais precisam de cuidados. O idoso João Mariano Domingos de 92 anos foi levado em estado grave para a Upa (Unidade de Pronto Atendimento) e precisa ser transferido urgentemente da unidade, mas não consegue vaga. Segundo o neto da […]

Arquivo Publicado em 20/06/2014, às 18h29

None

A falta de leitos nos hospitais públicos de Campo Grande vem preocupando os parentes daqueles que mais precisam de cuidados. O idoso João Mariano Domingos de 92 anos foi levado em estado grave para a Upa (Unidade de Pronto Atendimento) e precisa ser transferido urgentemente da unidade, mas não consegue vaga.

Segundo o neto da vítima, Wiliam Souza Soares, o médico contou à família que os pulmões do avô estão parando e que ele precisa ser transferido para um local com os equipamentos necessários para ajudá-lo a respirar.

Mesmo com o pedido de urgência do médico, nenhum dos hospitais públicos da cidade tem vaga para receber o paciente. “O que não queremos é que ele seja mais uma vítima do descaso na saúde”, apela o neto.

O secretário Municipal de Saúde Pública, Jamal Mohamed Salem , se comprometeu a viabilizar a transferência do idoso e revelou que a realidade do município é uma carência de 800 leitos de Pronto Atendimento e 50 no setor da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), ainda assim afirmou que a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), está trabalhando para resolver o problema.

Jornal Midiamax