Geral

Mulher esfaqueia o marido para se defender de agressão

Um caso de violência doméstica seguido de uma agressão dolosa com golpe de faca foi registrado na madrugada deste sábado (15) por volta das 2h15h, na Rua B no Bairro Santa Júlia em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Campo Grande. A Rádio Patrulha foi solicitada pelo 190 e ao chegar ao local a […]

Arquivo Publicado em 15/02/2014, às 13h54

None
562620215.jpg

Um caso de violência doméstica seguido de uma agressão dolosa com golpe de faca foi registrado na madrugada deste sábado (15) por volta das 2h15h, na Rua B no Bairro Santa Júlia em Três Lagoas – a 338 quilômetros de Campo Grande.

A Rádio Patrulha foi solicitada pelo 190 e ao chegar ao local a guarnição se deparou com Antônio Carlos Ribeiro da Silva, de 35 anos, caído na calçada em uma poça de sangue. Os policiais acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) que ao chegar ao local constatou que a vítima apresentava ferimentos com golpes de faca na região lombar e no ombro esquerdo. Aproximadamente quatro ferimentos, sendo eles três perfurações.

Enquanto a vítima era socorrida, os policias questionaram Antônio Carlos sobre quem seria o autor, mas ele disse que não tinha muito a dizer aos policiais, relatando apenas que teria sido ferido em uma briga de bar. Os policiais insistiram em questionar a vítima para que ela pudesse tentar identificar o autor e assim dar início a uma diligência no intuito de prender o autor. Mas Ribeiro se limitou a responder que estava com um grupo de amigos em um bar, localizado próximo a sua residência, e que em determinado momento houve uma briga e ele teria sido esfaqueado.

AUTORIA

Antes mesmo da chegada do Samu para o atendimento da vítima, a mulher dele, Evânia Rodrigues, 24, estava presente e confirmou que o marido tinha sido esfaqueado na rua. Ela alegava estar trabalhando e minutos depois que estava em casa depois da jornada de trabalho, o marido chegou em casa já ferido e todo ensanguentado a abraçou pedindo socorro.

A mulher apresentava muito nervosismo, que a princípio parecia ser apenas pelo motivo de ver o marido sofrendo em virtude dos ferimentos, mas logo a verdade veio à tona.

Testemunhas disseram à polícia que o casal estaria bebendo no bar e que pouco antes os dois teriam chegado a casa. Eles discutiam bastante e que Antônio Carlos começou a agredir a mulher  fisicamente com socos, dizendo a ela que a deixaria trancada dentro de casa e que voltaria ao bar para beber com os amigos.

Em meio à briga, o marido desferiu um soco no rosto da mulher e ela se apoderando de uma faca desferiu  três golpes contra ele, causando perfurações nas costas e um corte no ombro esquerdo.

Depois da agressão, Evânia pediu socorro aos vizinhos, gritando que ela teria sido agredida e para revidar acabou esfaqueando o companheiro, mas ela implorou aos vizinhos que não chamassem a polícia ou o serviço de atendimento médico, pois ela iria cuidar dos ferimentos dele.

Mediante o fato, Evânia foi detida e encaminhada para a sala de elaboração de ocorrências da Polícia Militar, enquanto a vítima, Antônio Carlos foi levado ao Hospital Auxiliadora para os procedimentos médicos.

BRIGA DE CASAL

Mesmo com a gravidade dos fatos, ambos não quiseram representar criminalmente um contra o outro, alegando ter sido apenas uma briga entre marido e mulher.

Mas os dois foram informados de que o caso será encaminhado a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) para as providências legais.

Jornal Midiamax