Geral

Motoristas ameaçam interditar ponte sobre o Rio Paraguai em Corumbá

A Concessionária Porto Morrinho, que administra em conjunto com o governo de Mato Grosso do Sul a ponte sobre o Rio Paraguai, em Corumbá, distante 444 quilômetros de Campo Grande, solicitou ajuda da PRF (Polícia Rodoviária Federal) nesta sexta-feira (12) para controlar o tráfego no local após ameaças de paralisações. A ponte continua com restrição […]

Arquivo Publicado em 12/09/2014, às 16h47

None
1483831666.jpg

A Concessionária Porto Morrinho, que administra em conjunto com o governo de Mato Grosso do Sul a ponte sobre o Rio Paraguai, em Corumbá, distante 444 quilômetros de Campo Grande, solicitou ajuda da PRF (Polícia Rodoviária Federal) nesta sexta-feira (12) para controlar o tráfego no local após ameaças de paralisações.


A ponte continua com restrição de tráfego para veículos com composições acima de seis eixos ou 45 toneladas. A situação, segundo a concessionária, tem causado lesão à ordem pública.


No último dia 26, a ponte foi atingida por uma embarcação e danificada nos pilares P4, P5a, P5b e P6. A seguradora da concessionária custeará a reforma da ponte. Mesmo assim, o governo de Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência nas cidades de Corumbá e Ladário para conseguir recursos e consertar um defeito de outro acidente, ocorrido em 2011.

Jornal Midiamax