Geral

Maior site de arquitetura do país publica projeto de profissional de Campo Grande

Quando o professor de arquitetura Alex Nogueira começou a construir sua casa em 2010, ele nem imaginava que seu projeto seria publicado em um dos maiores sites do gênero do mundo: o ArchyDaily. Nogueira conta que ao conceber o projeto não queria nada convencional, por isso buscou usar materiais e formas diferentes das de costume. […]

Arquivo Publicado em 25/01/2014, às 12h45

None
2012160237.jpg

Quando o professor de arquitetura Alex Nogueira começou a construir sua casa em 2010, ele nem imaginava que seu projeto seria publicado em um dos maiores sites do gênero do mundo: o ArchyDaily. Nogueira conta que ao conceber o projeto não queria nada convencional, por isso buscou usar materiais e formas diferentes das de costume.

A base da casa foi feita como outra qualquer de alvenaria: cimento e tijolos de oito furos. Mas são nos detalhes que a propriedade se destaca. Concreto aparente, telha metálica como parede, mármore fosco e vidro são alguns dos materiais que ele utilizou e deu novos conceitos.

Na hora de pensar a casa, a simplicidade foi o que mandou. Tudo foi feito como um pequeno loft, apenas o banheiro não é integrado aos outros quatro cômodos que se misturam. Quarto, cozinha, sala e escritório conversam em perfeita harmonia.

Cada detalhe foi pensado. Na sala, onde também há o pequeno escritório para trabalho, uma janela no chão faz o ar circular. “Como não há janelas grandes na casa e a porta sempre está fechada coloquei essa pequena para o ar circular. Porque o ar só entra se tem por onde sair”, explica.

Na cozinha um balcão como o de bares serve os amigos. No mesmo local, a mesa da cozinha se emenda ao do escritório. “Quando recebo alguém sento aqui no cantinho e a outra pessoa do outro lado”, revela, apontando que tem mania de posicionar sempre no mesmo lugar.

Como tudo é pequeno cada espaço foi aproveitado, até nos móveis, como a da cozinha/escritório. A cama desenhada por ele é sapateira e armário ao mesmo tempo. Além de economizar espaço, deixa tudo no lugar certo. São quatro gaveteiros usados para guardar as roupas de cama e toalhas.

A criatividade foi reconhecida. Ela conta que enviou o projeto ao site apenas para verem, mas não imagina que seria publicado. “Vi o link que deixaram a disposição e mandei o projeto por achá-lo diferente. Mas, como me disseram que davam preferência para trabalhos premiados nem imaginei que seria publicado”, diz.

A surpresa foi ver que não só foi publicado o trabalho, como o burburinho no facebook em cima disso. “Uma aluna viu e foi repassando. Não imagina que daria essa movimentação”, conta.

Modesto, diz que não sabe se o projeto que é bom ou se as pessoas estão falando por ter saído no site, que é referencia. “Não esperava que as pessoas fossem prestar tanta atenção. Fico em duvida se as pessoas gostaram do projeto ou se é pelo local que saiu”, finaliza.

Jornal Midiamax