Geral

Kleina elogia reservas, mas confirma titulares na Copa do Brasil

A vitória do Palmeiras sobre o Paulista, por 3 a 1, neste domingo, foi construída com a força dos reservas, que tiveram a chance de mostrar serviço após a equipe garantir a vaga nas quartas do Campeonato Paulista por antecipação. E Gilson Kleina aprovou a atuação, ao mesmo tempo em que confirmou que, na Copa […]

Arquivo Publicado em 09/03/2014, às 23h59

None

A vitória do Palmeiras sobre o Paulista, por 3 a 1, neste domingo, foi construída com a força dos reservas, que tiveram a chance de mostrar serviço após a equipe garantir a vaga nas quartas do Campeonato Paulista por antecipação. E Gilson Kleina aprovou a atuação, ao mesmo tempo em que confirmou que, na Copa do Brasil, voltam os titulares.

Na próxima quarta-feira o Palmeiras estreia na competição nacional contra o Vilhena, em Rondônia. Valdivia, Alan Kardec e outros titulares voltarão ao time. “O planejamento é esse. Que a gente possa ir (para Rondônia) com a equeipe que vinha jogando, haverá dificuldade, tem a viagem e é jogo na casa do adversário”, afirmou Kleina, para depois elogiar quem jogou contra o Paulista.

“Sabíamos da responsabilidade de jogar, seja quem fosse. Dar a oportunidade passa muito pelo desempenho mostrado. Tentei passar para eles que isso seria avaliado. Bati nessa tecla, que não existe jogo fácil, mesmo contra um rebaixado”, completou.

William Matheus, Miguel e Patrik Vieira foram os autores dos gols da vitória. O lateral-esquerdo, autor do primeiro gol, agradeceu a chance de jogar. “Vinha trabalhando, esperando a oportunidade e fiz um bom jogo e um gol. Agora é esperar mais uma oportunidade e agarrar com unhas e dentes”, disse após o jogo.

Já Miguel, preferiu mostrar via comemoração que quer mais chances: ele fez o famoso gesto “Eu estou aqui”, de Cristiano Ronaldo. “Meu lugar é aqui. Voltando, jogando. Queria dizer que estou aqui, feliz, e espero manter o bom futebol.”

Por fim, Fernando Prass, um dos poucos titulares que atuaram, também elogiou os jovens: “É difícill porque é um time que não vem treinando. Sem ritmo de jogo, campo complicado. Assim acabou sendo positivo.”

Jornal Midiamax