Geral

Irônico, técnico da Holanda cutuca Fifa, arbitragem e mídia

Louis Van Gaal tem um histórico de declarações fortes e polêmicas. Para a Copa do Mundo de 2014, manteve sua linha tradicional. Técnico da Holanda, o profissional de 62 anos participou de entrevista neste domingo antes de treino de reconhecimento na Arena Corinthians e aproveitou o encontro com os jornalistas para disparar provocações para a […]

Arquivo Publicado em 23/06/2014, às 00h40

None

Louis Van Gaal tem um histórico de declarações fortes e polêmicas. Para a Copa do Mundo de 2014, manteve sua linha tradicional. Técnico da Holanda, o profissional de 62 anos participou de entrevista neste domingo antes de treino de reconhecimento na Arena Corinthians e aproveitou o encontro com os jornalistas para disparar provocações para a Fifa e desafetos na imprensa holandesa.

No caso da entidade que rege o futebol, Van Gaal reclamou do fato de o Brasil jogar depois de Holanda x Chile, partida que ocorre nesta segunda-feira, e portanto poder “escolher” o adversário das oitavas de final. O treinador ironizou a Fifa e reclamou de “falta de Fair Play”.

A entidade voltou a ser citada pelo técnico no momento em que reclamou com alguma razão da arbitragem na Copa. A Holanda tem dois jogos e duas vitórias, um 5 a 1 sobre a Espanha e um 3 a 2 contra a Austrália. Os jogos tiveram como semelhança a marcação de pênaltis polêmicos contra equipe dos Países Baixos quando o placar ainda estava sem gols.

“É incrível o que nossos jogadores superaram. Nas duas vezes tiveram que estar atrás no placar. Primeiro foi o Diego Costa escorregando, depois a bola batendo no braço do Janmaat. Nos dois casos foram marcados pênaltis. Não tem nenhuma outra seleção enfrentando isso”, disse Van Gaal.

O treinador evitou, porém, falar sobre a escolha do gambiano Bakary Gassama para apitar Holanda x Chile. “Não vou dar uma opinião sobre isso, porque nunca vi esse juiz trabalhar. Tenho que presumir que a Fifa escolheu ótimos árbitros. Nós tivemos dois pênaltis inexistentes contra nós, o que poderia ter nos atrapalhado”, lembrou Van Gaal. “Espero que esse juiz faça um trabalho melhor”, completou.

Até agora a Holanda recebeu elogios por conta de seu futebol ofensivo, já que marcou oito gols em dois jogos e tem o melhor ataque da Copa do Mundo, empatada com a França. Ao ser questionado sobre seu setor de frente, o treinador se orgulhou do trabalho e aproveitou para provocar a imprensa de seu país.

“É engraçado que chame de futebol ofensivo, porque concordo com você, mas a mídia holandesa precisa se convencer disso. Eu preciso convencê-los disso. É sobre desenvolver tática para jogadores que se encaixam nela. Acho que fomos bem sucedidos. Os jogadores se divertem com isso. Nós tivemos partidas com dois pênaltis contrários e mesmo assim reagimos. É possível ver a alegria dos jogadores em campo e o quanto lutam. Estou feliz de comandar esse grupo”, declarou Van Gaal.

Jornal Midiamax