Geral

Google diz que vai parar espionagem de e-mails do governo para publicidade

Depois de anunciar que não vai mais olhar e-mails de estudantes para direcionar anúncios, o Google afirmou que também vai banir a prática em contas relacionadas aos governos e empresas privadas. As informações são do “TechCrunch”. Com essa decisão, a empresa de tecnologia desativará o recurso que captura as informações diretamente em seus serviços, como […]

Arquivo Publicado em 01/05/2014, às 13h46

None
696319908.jpg

Depois de anunciar que não vai mais olhar e-mails de estudantes para direcionar anúncios, o Google afirmou que também vai banir a prática em contas relacionadas aos governos e empresas privadas. As informações são do “TechCrunch”.


Com essa decisão, a empresa de tecnologia desativará o recurso que captura as informações diretamente em seus serviços, como os apps utilizados pelo governo.


Na última quarta-feira (30), o Google afirmou que a espionagem de estudantes, feita na suíte de aplicativos Apps for Education, foi suspensa. As ferramentas são utilizadas por mais de 30 milhões de pessoas e oferece acesso ao Gmail, calendário e armazenamento na nuvem.


A varredura de contas de e-mail foi suspensa somente após ter sido contestada na Justiça por estudantes e outros usuários dos serviços.

Jornal Midiamax