Geral

Éverton Santos chama Marquinhos de ‘covarde’; meia do Avaí admite erro

A vitória do Avaí por 2 a 1 no clássico no Orlando Scarpelli foi manchada por uma briga generalizada entre atletas das duas equipes e que culminou com a expulsão de quatro jogadores. Éverton Santos, atacante do Figueirense, recebeu um soco do meia avaiano Marquinhos e o chamou de covarde. “Eles partiram para a briga, […]

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 15h02

None

A vitória do Avaí por 2 a 1 no clássico no Orlando Scarpelli foi manchada por uma briga generalizada entre atletas das duas equipes e que culminou com a expulsão de quatro jogadores. Éverton Santos, atacante do Figueirense, recebeu um soco do meia avaiano Marquinhos e o chamou de covarde.


“Eles partiram para a briga, foi coisa pensada. Eu fui agredido surpreendentemente, não vi nada. De surpresa, o Marquinhos me deu um murro na nuca. São coisas que precisam ser revistas nas filmagens”, disse o atacante do Figueirense.


“O Marquinhos, num momento de infelicidade, foi covarde comigo, dando de costas. Estava procurando separar para não dar briga. Ele me deu um murro na nuca, sem pretexto algum. Isso não é atitude de um jogador profissional”, desabafou o jogador.


Após o jogo, o meia Marquinhos reconheceu o erro. “A punição tem que ser aplicada. O árbitro agiu corretamente. Não podemos achar que temos razão. Agora, clássico é sempre assim, quente e muito disputado. Toda ação tem uma reação. E eu não ia deixar meus companheiros na mão”, alegou o atleta avaiano.


O resultado minimizou a pressão sobre o elenco do Avaí, que teve a demissão do técnico Emerson Nunes na semana passada. Chegou aos sete pontos e deixou a lanterna. Já o Figueirense figura em 11 pontos e, apesar da derrota, permanece na liderança. As duas têm apenas mais dois jogos até o final da fase de classificação.

Jornal Midiamax