Geral

Escolas municipais iniciam ano sem kits escolares e uniformes e pais se queixam

As aulas começaram hoje (5) em toda a Rede Municipal de Ensino de Campo Grande e os alunos já enfrentam problemas antigos como como a não entrega de uniformes, kits escolares, mesas e cadeiras. Pais reclamam que no ano passado os estudantes da Reme precisaram aguardar a entrega dos uniformes e kits escolares e que […]

Arquivo Publicado em 05/02/2014, às 16h08

None
537874478.jpg

As aulas começaram hoje (5) em toda a Rede Municipal de Ensino de Campo Grande e os alunos já enfrentam problemas antigos como como a não entrega de uniformes, kits escolares, mesas e cadeiras.

Pais reclamam que no ano passado os estudantes da Reme precisaram aguardar a entrega dos uniformes e kits escolares e que pelo jeito a história está se repetindo. De acordo com uma mãe de aluno, que não quis se identificar, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), que faz a reposição das mesas e cadeiras, ainda não atendeu aos pedidos.

Segundo ela um funcionário disse que a escola fez um comunicado interno e que foi enviado à secretaria em dezembro, mas até hoje nenhuma carteira ou cadeira foi reposta.

Conforme uma diretora que preferiu não se identificar com medo de represálias, na escola que ela administra  os kits escolares e uniformes ainda não foram entregues. A administradora falou que ela foi comunicada que já foram comprados e estão apenas aguardando a entrega. “A minha escola como é pequena não está sofrendo com a falta de reposição de mesas e cadeiras, mas eu acho que as da periferia sofrem com isso”, relata.

Driely Sprindi Mariano, de 26 anos, mãe de três alunos em idade escolar, falou que teve de comprar o material escolar porque já sabia que a Prefeitura não iria entregar os kits no início do ano letivo. “Eu já comprei os materiais porque eu já sabia que o prefeito não iria entregar os kits. No ano passado foi a mesma coisa, meus filhos só receberam quase na metade do ano” afirma.

Outra pessoa que está indignada com a situação é Maria das Dores, de 55 anos, avó de um menino de 6 anos que estuda na rede municipal. Ela diz que seu neto não recebeu o kit escolar e pede que seja entregue o mais rápido possível porque sua filha não teve condições de comprar o material escolar. “Minha filha comprou apenas um caderno e lápis para ele estudar confiando que o kit escolar fosse entregue assim que começasse as aulas”, reclama.

Sônia Teodoro Amaral, de 33 anos, mãe de dois filhos, no 5º e 8° anos, disse que teve de comprar material escolar para que os filhos pudessem começar o ano sem problemas. “Como no ano passado só entregaram perto do meio do ano, decidi comprar logo e evitar aborrecimentos e assegurar que meus filhos não ficassem sem estudar por falta de kit escolar”, desabafa.

Já a estudante K.T.S., de 9 anos, aluna do 5° ano, não é só o material escolar que falta, tem os uniformes, as cadeiras e mesas que estão escassas na escola e os ventiladores que não funcionam na maioria das salas de aula. “Aqui na minha escola falta cadeiras e mesas para os alunos sentarem, quando não tem na minha sala procuro em outra e quando não encontro a professora pede para sentarmos junto de algum coleguinha”, reclama a menina.

De acordo com uma mãe, a informação que a direção da escola deu para os pais sobre uniformes e kits escolares é que irão fazer uma reunião e explicar o problema. “Eles falaram que daqui duas semanas vão fazer uma reunião com os pais para falarem sobre os kits e os uniformes”, ressalta a mãe.

Faltam kits e uniformes

A maior exigência dos pais no momento é em relação aos uniformes que não ainda não foram entregues aos alunos. Uma mãe reclamou ao Midiamax que no ano passado entregaram para os alunos apenas uma camiseta e pediram que usassem a do ano anterior. “ Como pode o prefeito dar apenas uma camiseta para o ano todo e pedir para que nossos filhos usassem a antiga, isso é uma falta de respeito com a população”, desaba a mãe.

Nesta manhã iniciou o ano letivo na Reme sem a entrega dos kits escolares e uniformes aos alunos da Capital. No dia 27 de janeiro, três lotes de kits escolares foram apresentados e homologados na Central de Compras da Prefeitura de Campo Grande e o representante da empresa Brink Mobil Equipamentos Educacionais Ltda., vencedora da licitação, Ciriaco Pereira Freire Júnior declarou que tem 30 dias a partir da nota de empenho para fazer a entrega.

Já a compra de uniformes não foi sinalizada pela Prefeitura de Campo Grande e nada foi divulgado no Diário Oficial do município.

Jornal Midiamax