Geral

‘Dinheiro na mão de deputado é vendaval’, alfineta governador sobre cotas de R$ 800 mil

Cada deputado estadual tem direito a destinar R$ 800 mil em emendas para todos os municípios do Estado. Em tom de ironia, o governador André Puccinelli (PMDB) disse que não aumenta o valor, porque “dinheiro na mão de deputado é vendaval”. O assunto começou depois que o governador puxou a orelha dos deputados que não […]

Arquivo Publicado em 22/03/2014, às 18h39

None

Cada deputado estadual tem direito a destinar R$ 800 mil em emendas para todos os municípios do Estado. Em tom de ironia, o governador André Puccinelli (PMDB) disse que não aumenta o valor, porque “dinheiro na mão de deputado é vendaval”.

O assunto começou depois que o governador puxou a orelha dos deputados que não compareceram em entrega de prêmios aos alunos da Rede Estadual de Ensino, realizada ontem (21) à tarde.

“Eu puxo a orelha porque eu chamo todos os deputados para participar. Chamo porque dou R$ 800 mil em indicações. Não dou dinheiro na mão, dou em ações, porque já viu aquela música não é, dinheiro na mão de deputado é vendaval”, alfinetou Puccinelli.

Segundo o governador as emendas devem ser em Saúde e Educação e relembrou que o recurso é dado a todos, mesmo que sejam da oposição. “Até os do PT tem a cota. Eu falo para eles que tem que vir em evento, para receber crítica construtiva do povo”, argumentou.

De acordo com o governo do Estado, Puccinelli destinou para cada deputado estadual emendas no valor de até R$ 500 mil no primeiro ano de mandato; R$ 600 mil no segundo ano; R$ 700 mil no terceiro, e R$ 800 mil no quarto, quinto, sexto e sétimo anos.

Jornal Midiamax