Geral

“Decepção”, dizem japoneses após goleada e eliminação

Imprensa, políticos e torcedores japoneses expressaram nesta quarta-feira sua decepção pela eliminação do Japão na primeira fase da Copa do Mundo, depois da contundente goleada sofrida para a Colômbia. O próprio primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse aos meios japoneses que a derrota foi “uma decepção”, após assistir pela televisão, em seu escritório, o encontro […]

Arquivo Publicado em 25/06/2014, às 10h30

None
2068731075.jpg

Imprensa, políticos e torcedores japoneses expressaram nesta quarta-feira sua decepção pela eliminação do Japão na primeira fase da Copa do Mundo, depois da contundente goleada sofrida para a Colômbia.

O próprio primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse aos meios japoneses que a derrota foi “uma decepção”, após assistir pela televisão, em seu escritório, o encontro no qual a Colômbia se impôs por 4 a 1.

O ministro porta-voz do governo, Yoshihide Suga, também lamentou a derrota em seu pronunciamento diário para a imprensa: “o Japão teve boas chances, mas simplesmente não as converteu. O resultado final mostra a dificuldade que representa, para qualquer equipe, superar a fase de grupos. Até países que já venceram o Mundial – como Espanha, Itália e Inglaterra – já foram eliminados”, afirmou.

Devido ao fuso horário, a partida aconteceu durante a madrugada no Japão. Por isso, poucos veículos da imprensa nipônica analisaram o duelo, mas, os que o fizeram, falaram de “uma aula magistral” do ataque colombiano pelos pés de Jackson Martínez e James Rodríguez, que permitiram que os sul-americanos acabassem com o Japão.

Alguns meios, inclusive, especularam sobre uma possível saída do treinador italiano Alberto Zaccheroni. Nomes como o do mexicano Javier Aguirre, do espanhol Víctor Fernández e, até mesmo, do atual técnico da Colômbia, o argentino José Pékerman, foram mencionados.

As emissoras de televisão também mostraram durante a madrugada a grande decepção dos milhares de torcedores japoneses que, vestidos com a camisa da seleção, se reuniram em pontos como o bairro de Shibuya, no centro de Tóquio, e o estádio de futebol de Saitama para assistir a partida.

Jornal Midiamax