Geral

Cruzeiro tenta superar desgaste físico e psicológico antes do clássico

Além da derrota para o Real Garcilaso, por 2 a 1, na estreia na Libertadores, o Cruzeiro trouxe na bagagem o cansaço da viagem e o desgaste psicológico devido a incidentes no Peru, como os atos de racismo contra Tinga, a falta de estrutura do estádio e a altitude. Em função disso, o volante Lucas […]

Arquivo Publicado em 15/02/2014, às 15h39

None

Além da derrota para o Real Garcilaso, por 2 a 1, na estreia na Libertadores, o Cruzeiro trouxe na bagagem o cansaço da viagem e o desgaste psicológico devido a incidentes no Peru, como os atos de racismo contra Tinga, a falta de estrutura do estádio e a altitude. Em função disso, o volante Lucas Silva é dúvida para o clássico com o Atlético-MG, neste domingo, às 16h, no Independência, pelo Estadual.

“Um pouco dos dois (desgaste físico ou psicológico). Claro que a gente ia sentir um pouco a altitude, mas acredito que não interferiu tanto, já que conseguimos fazer o futebol do Cruzeiro, até sair na frente, mas juntaram outras coisas que deixaram a gente chateado”, observou o volante, que pode ficar fora do clássicos. As opções para a sua vaga do jovem volante são Rodrigo Souza, Henrique e Tinga.

Lucas Silva enumerou vários problemas, além do caso envolvendo o meio-campista Tinga. “Foram vários, mas os principais que dá para destacar foram no meio do treinamento, desligaram a luz, a gente teve que sair às pressas do estádio. Falta de água, estrutura zero para chegar até o estádio e na volta para o hotel, fora as outras coisas que vão juntando isso tudo e causando um grande problema”, comentou.

O volante ainda disse que tudo que aconteceu com o companheiro Tinga servirá de motivação para buscar um resultado positivo. “Não exatamente dar a volta por cima, mas tirar proveito de tudo o que aconteceu. Demos total apoio ao Tinga, acompanhamos pelas redes sociais e vimos o apoio para ele no clássico”, comentou.

Por conta do desgaste do grupo, o técnico Marcelo Oliveira ainda não definiu a escalação. A intenção do comandante celeste é usar o que tem de melhor, mas ele disse que irá esperar para fazer a reação física dos jogadores para escalar a equipe. Contudo, ele já sinalizou com mudanças no time.

Jornal Midiamax