Geral

Consultório móvel de ginecologia vai prevenir câncer do colo do útero

Parceria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) com o Projeto de Prevenção ao Câncer do Hospital do Câncer Alfredo Abrão irá inaugurar o serviço móvel de atendimento em ginecologia. O ônibus integra o projeto Consulta Ùnica e oferece a estrutura de um consultório médico. A inauguração acontece na próxima segunda-feira (16), às 13h30min, na […]

Arquivo Publicado em 10/06/2014, às 19h45

None

Parceria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) com o Projeto de Prevenção ao Câncer do Hospital do Câncer Alfredo Abrão irá inaugurar o serviço móvel de atendimento em ginecologia. O ônibus integra o projeto Consulta Ùnica e oferece a estrutura de um consultório médico. A inauguração acontece na próxima segunda-feira (16), às 13h30min, na UBS Pioneira, localizada na Rua Ana Luiza de Souza, 685, Bairro Pioneiros. O veículo visitará as unidades básicas de saúde para realizar consultas, exames, pequenas cirurgias e até encaminhamento para tratamento.

De acordo com o coordenador do projeto, Hussem Khalil Fares, o trabalho itinerante busca prevenir o câncer do colo do útero e da mama com atenção especial às famílias com maior vulnerabilidade social. A equipe conta com três ginecologistas e dois ultrassonografistas que realizarão até 75 consultas diárias. “No atendimento a paciente é acompanhada desde a triagem, na primeira consulta, até o tratamento necessário”, explica o coordenador.

O veículo conta com salas de pequenas cirurgias, de mamografia digitalizada e de coleta de preventivo. Todas as consultas realizadas no Projeto devem ser previamente agendadas pessoalmente na unidade onde o atendimento acontecerá, conforme cronograma estabelecido pelo Projeto. O agendamento, necessariamente, deverá ser feito mediante a apresentação do cartão SUS (Sistema Único de Saúde).

Sobre o câncer em população feminina

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer do colo do útero é o terceiro tumor mais frequente nas mulheres, seguido do câncer de mama e do colorretal, a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Em 2011, mais de cinco mil mulheres morreram em decorrência da doença. Casos diagnosticados precocemente, se tratados adequadamente, têm praticamente 100% de chance de cura.



Jornal Midiamax