Geral

Baixa procura para regularizar título de eleitor no plantão pode gerar correria no fim do prazo

A procura na Justiça Eleitoral para regularização e atualização do título de eleitor neste ano está abaixo do registrado no mesmo período das eleições anteriores. A três dias do prazo final, a expectativa é que cerca de quatro mil eleitores ainda procurem a Central de Atendimento até a próxima quarta-feira (7). “Infelizmente o brasileiro deixa […]

Arquivo Publicado em 04/05/2014, às 14h53

None
104276852.jpg

A procura na Justiça Eleitoral para regularização e atualização do título de eleitor neste ano está abaixo do registrado no mesmo período das eleições anteriores. A três dias do prazo final, a expectativa é que cerca de quatro mil eleitores ainda procurem a Central de Atendimento até a próxima quarta-feira (7).

“Infelizmente o brasileiro deixa para o último dia. A média das últimas eleições foi de quatro mil eleitores que nos procuram para regularizar o título”, afirmou o gestor da Central de Atendimento, Luiz Carlos Barbosa de Castro.

Segundo ele, há 27 mil títulos de eleitor irregulares em Mato Grosso do Sul e a procura para regularizar está baixa. “Em relação aos anos de eleições passadas a procura está baixa. A partir de abril de 2013, 27 mil títulos foram cancelados”, afirmou.

O cidadão que estiver com título cancelado e não regularizar a situação eleitoral fica impedido de prestar concurso público, tirar passaporte, regularizar o CPF (Cadastro de Pessoa Física), se matricular em universidades públicas.

De janeiro deste ano até mês de abril, 21.707 cidadãos procuraram a Justiça Eleitoral para alistamento, transferência, revisão e emissão de segunda via. No último sábado (3), a central atendeu apenas 434 eleitores.

Problema

Conforme Luiz Carlos, o maior problema na hora de emitir o título é a falta de documento, principalmente os homens por causa do alistamento militar. “Para o eleitor nascido entre 1969 a 1995 é obrigatória a apresentação do alistamento militar ou reserva para a emissão da 1ª via e muitos esquecem”, explicou o gestor.

Jovens

Apesar de não ter os números, Luiz Carlos disse que a procura de jovens com 16 anos tem sido muito boa. “Um bom número de jovens de 16 anos estão vindo para tirar o título de eleitor”, pontuou.

2ª Via

Para o eleitor que apenas vai emitir a segunda via do título, mas não vai alterar nada no cadastro, Luiz Carlos recomenda que estes cidadãos deixem para procurar a Justiça Eleitoral após o dia 7 de maio. “Quem não vai alterar o cadastro pode emitir a segunda via até o dia 28 de setembro. É bom que deixem para depois para evitar tumultuo”, explicou.

Atendimento

Nos dias 5, 6 e 7 de maio, a Central de atendimento funcionará das 8h às 18h, bem como os Cartórios Eleitorais do interior do Estado. Além da central, o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) também atende nos Postos de Atendimento ao Eleitor da Capital, os “Práticos”.

Do dia 5 ao dia 7, das 8h às 14h, serão distribuídas 200 senhas de atendimento para os eleitores que se dirigirem aos Práticos Aero Rancho e Guaicurus, e 150 senhas para os eleitores do Prático General Osório. Quem não conseguir senha deverá procurar a Central de Atendimento, no Parque dos Poderes.

Jornal Midiamax