Geral

Atlético-MG e Grêmio empatam jogo morno e seguem sem embalar

O Atlético-MG e Grêmio fazem campanhas parecidas no Campeonato Brasileiro e poderiam se diferenciar no duelo deste domingo, em Belo Horizonte. Porém, ficou tudo igual mais uma vez: os times empataram por 0 a 0 e seguem sem embalar nem empolgar na competição. O Grêmio vinha de quatro vitórias apertadas e poderia até entrar no […]

Arquivo Publicado em 14/09/2014, às 21h37

None

O Atlético-MG e Grêmio fazem campanhas parecidas no Campeonato Brasileiro e poderiam se diferenciar no duelo deste domingo, em Belo Horizonte. Porém, ficou tudo igual mais uma vez: os times empataram por 0 a 0 e seguem sem embalar nem empolgar na competição.

O Grêmio vinha de quatro vitórias apertadas e poderia até entrar no G-4 do Brasileiro com uma vitória. Mas fez um jogo cauteloso para evitar a derrota e agora está com 35 pontos, ainda no 6º lugar. Logo atrás, o Atlético-MG pelo menos ganhou uma posição: tem 31 e está em 7º.

Aos 2min de jogo, aconteceu um lance totalmente enganoso. Giuliano saiu na cara do gol, em uma jogada que poderia mostrar alguma vantagem do Grêmio. Mas ele estava em posição ilegal e chutou em cima do goleiro Victor. Depois disso ficou provado que o Grêmio não tinha vantagem alguma.

O Atlético-MG teve muito mais controle de jogo e disposição para trabalhar a bola. Por isso criou três chances de gol perigosas. Duas delas foram de Luan. Aos 8min, ele parou em Grohe, após passe de calcanhar de Diego Tardelli. Aos 19min, a bola passou rente à trave. Mas o lance mais perigosa caiu nos pés do jovem Carlos, que driblou o goleiro, mas chutou para fora.

O Grêmio só melhorou após o intervalo, quando mudou a postura: passou a marcar mais na frente e trabalhar melhor com a bola. Isso resultou em um jogo mais equilibrado, porém também sem grandes emoções. Um gol impedido de Luan, aos 19min, foi um dos momentos mais agitados.

Só nos últimos quinze minutos os dois ataques resolveram se lançar com mais vontade para o ataque e aconteceu uma bola na trave: aos 37min, após cobrança de falta de Dátolo, o zagueiro Rhodolfo quase marcou gol contra. Foi o último momento quente de um jogo tão morno.

Jornal Midiamax