Geral

Arena das Dunas passa por reparos e ignora protesto

A Arena das Dunas, primeiro estádio para a Copa do Mundo a ser aberto pós-Copa das Confederações, ainda enfrenta trabalho a poucas horas da inauguração com rodada dupla da Copa do Nordeste e do Campeonato Potiguar neste domingo. O Terra teve acesso à moderna arena nesta manhã e percebeu correria de operários para os últimos […]

Arquivo Publicado em 26/01/2014, às 19h37

None

A Arena das Dunas, primeiro estádio para a Copa do Mundo a ser aberto pós-Copa das Confederações, ainda enfrenta trabalho a poucas horas da inauguração com rodada dupla da Copa do Nordeste e do Campeonato Potiguar neste domingo. O Terra teve acesso à moderna arena nesta manhã e percebeu correria de operários para os últimos retoques enquanto outros detalhes não serão resolvidos a tempo. Os protestos contra a Copa vistos no último sábado, contudo, foram minimizados.

A chegada ao local que sediará quatro jogos do principal torneio mundial entre seleções já mostrou problemas no entorno. Vias com tapumes e em obras mostraram que ainda há muito que ser feito antes da Copa do Mundo – tais obras, contudo, são de responsabilidade da prefeitura de Natal e do governo do Rio Grande do Norte.

O estádio, entretanto, também apresentou pequenas falhas, apesar dos responsáveis dizerem que a arena está 100% preparada e pronta para receber os primeiros jogos oficiais, nesta tarde. Entre movimentação de torcedores com camisas do América-RN e ABC, era possível observar a presença de operários, com capacetes, trabalhando no estádio.

Na aproximação da Arena das Dunas, que já tem a área externa de estacionamentos e entrada de torcedores completamente pavimentadas, era possível observar pequenos defeitos na cobertura, que serão resolvidos ao longo das próximas semanas. As partes laterais do vão das coberturas, que simulam as dunas potiguares, estão sem revestimento e expõem a espuma interna isoladora do som.

Ainda dentro do estádio, notou-se operários que trabalhavam na própria parte estrutural – paredes e chão recebiam os últimos retoques de cimento e pinturas, detalhes que eram corrigidos de última hora para receber as torcidas dos quatro times que jogarão nesta tarde.

A promessa para jogadores e imprensa, contudo, é de que vestiários e centro de mídia, a princípio organizados e limpos, funcionem perfeitamente. Os organizadores passaram por uma saia-justa ao levarem os membros da imprensa para o grama: o portão que separa a área interna do gramado, por onde passarão os jogadores logo mais, não funcionou e teve que ser aberto manualmente. O processo levou cerca de três minutos para ser concluído.

Protestos contra Copa são minimizados

Assim como grande parte do Brasil, Natal teve na noite do último sábado protestos contra o Mundial. Os manifestantes se encontraram na frente do Shopping das Dunas e seguiram em direção à Arena. A BR-101, que passa pela cidade e é uma das principais vias locais, foi fechada. Os responsáveis pelo estádio, contudo, negam que houve danos à Arena das Dunas, apesar de relatos de grades arremessadas e tendas queimadas.

“Fiquei aqui até 2h da manhã ontem (sábado) e não houve nenhum dano à estrutura do estádio. Não houve nenhum problema. Também nenhum segurança da arena deu tiro para o alto, como alguns disseram. Os seguranças do estádio nem têm porte de arma”, afirmou o gerente de marketing da Arena das Dunas, Arthur Couto.

O estádio recebe os dois primeiros jogos oficiais de sua história na tarde deste sábado, com América-RN x Confiança-SE às 17h (de Brasília), pela Copa do Nordeste, e ABC x Alecrim às 20h pelo Campeonato Potiguar. Todos os ingressos, cerca de 27 mil e que valem para ambas as partidas, foram vendidos no primeiro dia de comercialização.

Jornal Midiamax