Geral

Aécio promete cortar pela metade número de ministérios de Dilma e ‘reestatizar’ Petrobrás

Sem poupar críticas ao governo federal, o pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, senador Aécio Neves, garantiu que reduzirá à metade os 39 ministérios da gestão de Dilma Rousseff (PT). O mineiro também descarta privatizar a Petrobrás, ao falar que vai “reestatizar” a empresa. Aécio concedeu entrevista na manhã desta sexta-feira (6) no plenarinho […]

Arquivo Publicado em 06/06/2014, às 14h30

None
526705594.jpg

Sem poupar críticas ao governo federal, o pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, senador Aécio Neves, garantiu que reduzirá à metade os 39 ministérios da gestão de Dilma Rousseff (PT). O mineiro também descarta privatizar a Petrobrás, ao falar que vai “reestatizar” a empresa.

Aécio concedeu entrevista na manhã desta sexta-feira (6) no plenarinho da Câmara Municipal de Campo Grande. Ele participa, na Capital, do encerramento do ciclo de palestras Pensando MS, criado pelo PSDB de Mato Grosso do Sul para embasar a criação de um programa tucano de governo.

O presidenciável diz que os atuais 39 ministérios “não apresentam serviço”. Reclamou da falta de independência das agências reguladoras e emendou: “o PSDB que eu presido tem a obrigação de lançar um programa para um novo Brasil”.

Caso chegue à Presidência, Aécio quer reduzir o chamado “custo Brasil”, que “é altíssimo”, nas palavras dele, com “crescimento pífio e inflação saindo do controle”.

“Não vamos, nunca pensamos e nem cogitamos privatizar a Petrobrás”, ressaltou, falando que é preciso “reestatizar a empresa, devolvê-la ao povo”. Aécio disse que a Petrobrás deixou de ser a décima para tornar-se a 120ª maior empresa do mundo, além de ser uma das mais endividadas.



Jornal Midiamax