Geral

Vias centrais de Sidrolândia ‘esfarelam’ por falta de manutenção

A falta de manutenção nas principais ruas que cortam o centro de Sidrolândia tem dado dor de cabeça a motoristas e pedestres. Sem reparos e com o tráfego intenso, o asfalto começou a “esfarelar” em parte delas e, em alguns pontos, buracos já se formaram, atrapalhando o trânsito de veículos. “Não é de hoje, faz […]

Arquivo Publicado em 23/01/2013, às 11h20

None
214675320.jpg

A falta de manutenção nas principais ruas que cortam o centro de Sidrolândia tem dado dor de cabeça a motoristas e pedestres. Sem reparos e com o tráfego intenso, o asfalto começou a “esfarelar” em parte delas e, em alguns pontos, buracos já se formaram, atrapalhando o trânsito de veículos.


“Não é de hoje, faz tempo que está assim”, aponta o mecânico José Márcio Almeida, 33 anos, que passa diariamente de moto na rua Rio Grande do Norte, uma das mais danificadas da cidade. “É uma vergonha uma coisa dessas bem no centro da cidade”, emenda o trabalhador, que mora na região periférica de Sidrolândia.


Além da Rio Grande do Norte, onde um enorme buraco se formou no meio da pista, o asfalto apresenta problemas nas ruas Paraíba e na Rio Grande do Sul. Nesta última, inclusive, trechos de calçada começaram a ser tomados pelo mato. Em outros pontos, restos de poda de árvores ainda estão acumulados no meio-fio, facilitando a proliferação de insetos. As ruas Generoso Ponce e Antônio Corrêa da Costa também apresentam problemas.


“Foi desleixo no final do ultimo mandato e estamos pagando o pato. A cidade está muito suja, feia. Tem que mandar limpar isso urgente. Onde já se viu as ruas aqui do centro estarem largadas desse jeito?”, questiona a dona de casa Maria do Carmo, 48 anos, que mora há dez na cidade.


O “desleixo” com as obras públicas já foi mostrado pelo MS em Dia. Reportagem publicada ontem retratou o abandono em que estava o Estádio Municipal Sotero Zárate e o ginásio Olegário da Costa Machado, que precisou ser interditado pela nova administração municipal. Partes do taco da quadra se soltaram e ofereciam risco aos atletas que praticavam atividades esportivas no espaço.


Tapa-buracos – O prefeito interino Ilson Peres (PSDB) anunciou que o Executivo já prepara uma operação tapa-buracos para amenizar os problemas de Sidrolândia. Os reparos devem começar pelas vias centrais, que concentram maior fluxo, e depois seguem aos bairros. “Vamos atingir toda a cidade, não só o centro. Onde tiver buraco, a equipe trabalha”, garantiu.


No início do ano, a Prefeitura contratou uma equipe de serviços gerais que já começou a fazer a limpeza das calçadas e podas de árvores. O trabalho inicial deve levar, pelo menos, 90 dias. Depois disso, todo o meio fio de Sidrolândia será pintado.


Paralelamente a limpeza, a Prefeitura realiza o recolhimento de entulho, galhos e folhas. “Essa limpeza é necessária principalmente por conta da dengue. Em 20 dias, se não chover, queremos atingir quase todos os bairros de Sidrolândia”, adianta. “É uma herança que recebemos da outra administração, infelizmente”, finaliza.

Jornal Midiamax