Geral

Reconstituição da morte de Daleste tem como objetivo definir posição do atirador e trajetória das balas

Peritos e polícia fazem, na manhã desta quinta-feira (18), a reconstituição da morte do cantor Daniel Pellegrine, o MC Daleste, atingido por dois tiros enquanto fazia um show em uma quermesse no bairro San Martin, em Campinas (SP), no dia 6 de julho. Os trabalhos também contam com a participação de um desenhista, um fotógrafo, […]

Arquivo Publicado em 18/07/2013, às 13h00

None
1858269080.jpg

Peritos e polícia fazem, na manhã desta quinta-feira (18), a reconstituição da morte do cantor Daniel Pellegrine, o MC Daleste, atingido por dois tiros enquanto fazia um show em uma quermesse no bairro San Martin, em Campinas (SP), no dia 6 de julho. Os trabalhos também contam com a participação de um desenhista, um fotógrafo, além dos peritos e investigadores.


A perita Ana Claudia Diez explicou que o objetivo dessa reprodução simulada é determinar o local exato do atirador e a trajetória das balas que atingiram o funkeiro. Diez não descarta a possibilidade de que dois atiradores participaram do crime. “A reprodução será baseada nos vestígios de bala e de sangue deixados no caminhão (que serviu de palco para a apresentação), nos vídeos feitos pelo público e nos laudos do instituto de criminalística”.


O delegado Rui Pegolo, titular do Setor e Homicídio e que coordena as investigações, disse à reportagem que ainda não há suspeitos do crime e ainda não há uma versão convincente apresentada pelas testemunhas.

Jornal Midiamax