Geral

Prefeitura atende mais de 400 pessoas em mutirão de glaucoma em Campo Grande

Secretário diz que os programas Saúde em Ação e Fila Zero, que têm como objetivo diminuir a espera por atendimento especializado

Arquivo Publicado em 29/06/2013, às 13h58

None
2138923411.jpg

Secretário diz que os programas Saúde em Ação e Fila Zero, que têm como objetivo diminuir a espera por atendimento especializado

Durante mutirão da saúde, que visa atender uma demanda reprimida de pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) em Campo Grande, o secretário municipal de Saúde, Ivandro Correa Fonseca, confirmou o caos que assola a saúde pública da Capital e disse que as implantações dos programas Saúde em Ação e Fila Zero, que têm como objetivo diminuir a espera por atendimento especializado, são as repostas para os problemas.



“Nesses seis meses à frente da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) fizemos um diagnóstico da saúde pública do município e confirmamos o que as pessoas vinham falando, reclamando e denunciando. Estamos fazendo um trabalho corpo a corpo com a população, ouvindo as críticas, sugestões e elogios e já começamos dar respostas positivas com o ‘Saúde em Ação’ e o ‘Fila Zero’”, disse Ivandro.



Desde maio, quando o programa Fila Zero foi implantado na Capital, Ivandro afirmou que mais de nove mil pacientes foram assistidos na atenção básica. Para o secretário, esse atendimento inicial impede que doenças mais graves, como o câncer, se abatam sobre as pessoas. “Nós assumimos com uma lista de espera em torno de 48 mil pacientes que aguardavam atendimento em diversas especialidades”, contou.



Com a implantação dos programas, o secretário afirmou que pretende reduzir a espera de pacientes que aguardam, em média, três anos para conseguirem um atendimento especializado. Endocrinologia, oftalmologia, psiquiatria, ginecologia e neurologia são algumas das principais especialidades de que as pessoas necessitam. “Só na psiquiatria, a espera é de 4,8 mil pacientes”, exemplifica.



Mutirão



Neste sábado, mais de 400 pacientes deverão receber atendimento no 1º Mutirão de Endocrinologia, Oftalmologia e Glaucoma. A ação acontece das 7h às 18h e é promovida pela Sesau.



ENDOCRINOLOGIA – Durante o mutirão, 19 médicos estarão à disposição dos 320 pacientes agendados. Atualmente mais de dois mil pacientes esperam na fila há mais de dois anos.



OFTALMOLOGIA – Atualmente, mais de 6 mil pessoas esperam por consulta nessa especialidade. No mutirão de amanhã, três médicos estarão atendendo os primeiros 120 pacientes. Por ser de grande demanda, a oftalmologia estará acontecendo com mais frequência.



O mutirão para ambas as especialidades acontece no Centro de Especialidades Médicas (CEM), localizado na Travessa Guia Lopes, nº 71, no bairro São Francisco.



GLAUCOMA – O Mutirão do Glaucoma será realizado no Hospital São Julião, onde três profissionais vão atender 70 pacientes agendados via Sisreg. O horário de atendimento será das 7 horas às 17 horas.



Confira a programação:



29 de junho – Mutirão do Glaucoma, Endócrinologia e Oftalmologia 

06 de julho – Mutirão de Oftalmologia

13 de julho – Mutirão de Endócrinologia e Oftalmologia

20 de julho – Mutirão de Oftalmologia Geral

10 de agosto – Mutirão de Endócrino e Oftalmologia Geral

24 de agosto – Mutirão de Psiquiatria e Oftalmologia

14 de setembro – Mutirão Neurologia Adulto e Infantil e Oftalmologia.


Jornal Midiamax