Geral

Piloto teria tentado pousar em fazenda de Porto Murtinho

O piloto do avião modelo Bonanza A36, prefixo PRKEX, teria tentando pousar em campo aberto da Fazenda Mestiça, próxima a divisa do município de Porto Murtinho, distante 437 km de Campo Grande nsta sexta-feira (19). Ainda não é possível saber qual das duas vítimas pilotava. Os peões da fazenda chegaram a presenciar queda do avião […]

Arquivo Publicado em 19/07/2013, às 22h09

None

O piloto do avião modelo Bonanza A36, prefixo PRKEX, teria tentando pousar em campo aberto da Fazenda Mestiça, próxima a divisa do município de Porto Murtinho, distante 437 km de Campo Grande nsta sexta-feira (19). Ainda não é possível saber qual das duas vítimas pilotava.


Os peões da fazenda chegaram a presenciar queda do avião e informaram ao presidente do Sindicato Rural de Bonito, Marcelo Bertoni, que a aeronave baixou o trem de pouso antes da queda. Porém, não é possível afirmar que o movimento trata-se de uma tentativa de pouso forçado. Bertoni, que esteve no local do acidente, afirmou que o avião ficou parcialmente queimado.


O presidente do sindicato era amigo do produtor rural, Guilherme Coimbra Prata, que era proprietário da Fazenda Engano, próximo a Porto Murtinho. “Ele sempre vinha para cá”, afirma.


No momento do acidente, Guilherme, estava acompanhado de Geraldo Ribeiro. Embora funcionários do escritório Prata Agropecuária afirmem que há grau de parentesco entre as duas vítimas, Bertoni diz que os dois eram amigos de infância.


O presidente explica que a família do produtor não virá até o Estado e as medidas para transporte do corpo serão resolvidas a distância.


Uma equipe da Seripa IV (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticas) deve chegar amanhã no local do acidente.

Jornal Midiamax