Geral

PF investiga fraude que dava Bolsa Família para uruguaios e mortos no RS

A Polícia Federal investiga uma fraude no programa Bolsa Família no município gaúcho de Barra do Quaraí, na fronteira com o Uruguai. Segundo reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, entre os beneficiários do programa estão estrangeiros e até mesmo pessoas que já morreram. Segundo o promotor eleitoral Rodrigo de Oliveira Vieira, moradores de cidades […]

Arquivo Publicado em 17/12/2013, às 00h42

None

A Polícia Federal investiga uma fraude no programa Bolsa Família no município gaúcho de Barra do Quaraí, na fronteira com o Uruguai. Segundo reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, entre os beneficiários do programa estão estrangeiros e até mesmo pessoas que já morreram.

Segundo o promotor eleitoral Rodrigo de Oliveira Vieira, moradores de cidades uruguaias próximas à fronteira com o Brasil seriam atraídos por políticos brasileiros para participar da fraude, em troca de favores eleitorais. “Uruguaios são atraídos por políticos com uma moeda de troca: o oferecimento de aposentadorias, de benefícios do Bolsa Família. É para que, em contrapartida, se inscrevam perante à Justiça Eleitoral como eleitores. E, na próxima eleição, dão o voto a quem presta esse favor, por assim dizer”, disse o promotor.

A fraude começou a ser descoberta após a constatação de que os beneficiários indicavam endereços falsos como o de suas residências, incluindo terrenos baldios, uma caixa d’água e até uma antena de telefonia. Após investigação, a PF descobriu que os beneficiários, na verdade, residiam do outro lado da fronteira.

Além dos uruguaios, funcionários da prefeitura de Barra do Quaraí também recebem o benefício indevidamente. Entre os beneficiários do programa estava até mesmo uma mulher morta há três anos, irmã de uma funcionária da Secretaria de Assistência Social do município.

Jornal Midiamax