Geral

Perícia tenta desvendar causas da queda de avião na fazenda Mestiça em MS

A perícia acaba de chegar na fazenda Mestiça, para apurar as possíveis causas da queda do avião Bonanza, que culminou na morte dos pecuaristas Geraldo Ribeiro Junior e Guilherme Prata

Arquivo Publicado em 20/07/2013, às 19h35

None
1724116718.jpg

A perícia acaba de chegar na fazenda Mestiça, para apurar as possíveis causas da queda do avião Bonanza, que culminou na morte dos pecuaristas Geraldo Ribeiro Junior e Guilherme Prata

A perícia da Polícia Civil acaba de chegar na fazenda Mestiça, entre o município de Porto Murtinho e Bonito, para apurar as possíveis causas da queda do avião Bonanza, que culminou na morte dos pecuaristas Geraldo Ribeiro Junior e Guilherme Prata.

Segundo Maria Vargas, esposa de Adão Rocha capataz da fazenda, moradores do local há um ano, os peritos buscaram Adão para abrir a porteira do local em que caiu de avião, que é cercado.

“Eu nem quis ir junto porque é muito triste. Foi uma cena horrível ver aquele avião caindo”, contou Maria.

A perícia deve permanecer o resto da tarde no local. Uma equipe da Seripa IV (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticas) também está no local.

Os dois corpos ficaram parcialmente carbonizados segundo Adão, que foi o primeiro a chegar no acidente, por volta das 11h30. Guilherme e Geraldo serão sepultados em Presidente Prudente-SP, ainda neste sábado (20).

Jornal Midiamax