Geral

No Dia das Crianças, pequenos dão aula de cidadania em evento para idosos

Muita gente diz que idoso é igual criança, só que grande. E já que é assim porque não comemorar com eles a data preferida dos pequenos – o Dia das Crianças. Com essa proposta, a “Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias” vai reunir cerca de 50 mil crianças em todo o país […]

Arquivo Publicado em 09/10/2013, às 15h04

None
830041516.jpg

Muita gente diz que idoso é igual criança, só que grande. E já que é assim porque não comemorar com eles a data preferida dos pequenos – o Dia das Crianças. Com essa proposta, a “Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias” vai reunir cerca de 50 mil crianças em todo o país em um trabalho voluntário em diversas instituições que cuidam de velhos.

A ideia é levar para as crianças grandes um dia de alegria, carinho e diversão. Para as mulheres, as meninas já pensaram: haverá uma programação de embelezamento. Manicure e pedicure é a proposta para a data. “As meninas vão pintar a unha das vózinhas, outras se propuseram a cantar”, conta Breanda Patelli, uma das envolvidas na organização do evento em Campo Grande.

Ela revela que aqui na Capital são cem crianças que se envolveram diretamente com o evento. “As crianças participaram de oficinas durante toda a semana para escreverem cartinhas, fazerem cartões para levar para os vovôs e vovós. Outras crianças ensaiaram para apresentar um coral. São várias atividades que eles se propuseram a fazer”, diz.

Além dos cartões e do carinho, kits de higiene pessoal também serão doados. Simultaneamente os pais e amigos das crianças realizarão diversas atividades como: pintura, jardinagem, pequenos reparos e manutenção.

O Asilo Sirpha Lar do Idoso, localizado no Nova Lima, é quem vai receber a programação na Capital.

No país, cerca de 130 mil voluntários, sendo 50 mil crianças, estão envolvidas na ação intitulada Mãozinhas que Ajudam a Terceira Idade. Mais de 200 asilos, casas de repouso e entidades que assistem “Vovôs e Vovós” serão beneficiadas.

Segundo os organizadores, esse tipo de ação proporciona aos voluntários-mirins e seus familiares uma experiência singular de serviço, pois praticar a cidadania é tarefa de todos e trabalhar para o bem da coletividade é um dever que começa desde cedo. Desta forma as crianças são ainda estimuladas a beneficiar diretamente a comunidade na qual estão inseridas.

Jornal Midiamax