Geral

Na capital, celebração da Paixão é marcada por lembrança do sacrifício de Jesus

A Paróquia Santo Antônio fez uma celebração de fé na tarde desta sexta-feira (29) para lembrar aos fiéis sobre o sacrifício de Jesus e a esperança que devemos ter ao perdoar o próximo.

Arquivo Publicado em 29/03/2013, às 23h06

None
1382968723.jpg

A Paróquia Santo Antônio fez uma celebração de fé na tarde desta sexta-feira (29) para lembrar aos fiéis sobre o sacrifício de Jesus e a esperança que devemos ter ao perdoar o próximo.

O sacrifício de Jesus foi o ato de amor mais lembrado nesta sexta-feira santa (29) pela Paróquia Santo Antônio, na região central de Campo Grande.


Com uma celebração realizada pelo Arcebispo da capital, Dom Dimas Lara Barbosa, os fiéis pararam momentos da tarde para agradecer pelo sofrimento e beijar a cruz, em uma manifestação de reconhecimento.


Foi lido o evangelho de João, que relata toda a Paixão, do momento do julgamento ao sacrifício na cruz.


“O sofrimento de Jesus foi estampado no seu rosto e que as pessoas não conseguiam nem olhar, porque estava deformado pela nossa dor, que ele carregou nas costas”, lembrou Dom Dimas.


Segundo o arcebispo, Cristo nos redime com sofrimento e através do próprio sofrimento. O líder da Igreja Católica ressaltou também as formas de se ver o pecado através dos tempos, tanto do carregado até a quarta geração, como o que todos cometem.


“Cada um paga pelo próprio pecado, se você está sofrendo é porque pecou”, ressaltou. Esta concepção, segundo Dom Dimas, valoriza a redenção dos pecados feita por Jesus, mas faz a todos ficarem atentos aos próprios pecados cometidos e que devem ser evitados.


No fim, todos beijaram a cruz em um momento de reflexão e agradecimento. Muitos paravam por instantes antes, rezavam e agradeciam. Depois, beijavam a cruz, emocionados.


“É muito importante para nós este rito, nos deixa mais próximos de Deus e nos humilha, ao reconhecermos nossos erros e procurarmos aceitar”, disse Emílio Paes, de 43 anos.

Jornal Midiamax