Geral

Empresário revela reunião na 2ª feira com Fla sobre futuro de Alex Silva

Afastado pelo Flamengo em abril, Alex Silva ainda não teve seu futuro decidido. O zagueiro segue treinando em separado e recebendo o salário de cerca de R$ 300 mil enquanto aguarda propostas de outras equipes. O atleta se reunirá com a diretoria rubro-negra na próxima segunda-feira para decidir o seu destino. Segundo o empresário de […]

Arquivo Publicado em 25/06/2013, às 21h49

None
797169664.jpg

Afastado pelo Flamengo em abril, Alex Silva ainda não teve seu futuro decidido. O zagueiro segue treinando em separado e recebendo o salário de cerca de R$ 300 mil enquanto aguarda propostas de outras equipes. O atleta se reunirá com a diretoria rubro-negra na próxima segunda-feira para decidir o seu destino.


Segundo o empresário de Alex Silva, Orlando Almeida, o jogador quer continuar no Flamengo. O jogador tem contrato com o Rubro-negro até junho de 2014, mas foi afastado pelo clube enquanto a equipe era treinada por Jorginho. O agente espera que a chegada de Mano Menezes aumente as chances de uma permanência do atleta.


“É o que a gente espera. Por ele a preferência é continuar no Flamengo, ele tem vinculo com o clube até junho do ano que vem e não quer sair, mas se não der ele vai embora. Então agora vamos esperar a diretoria não me passou nada se falou com o Mano”, disse o empresário à Rádio Tupi.


O agente, porém, admitiu que o salário de R$ 300 mil assusta possíveis interessados no futebol do zagueiro. Orlando Almeida revelou que pedirá para que o clube pague uma parte do salário de Alex Silva.


“Tivemos duas sondagens aqui do Brasil, do exterior a gente não recebeu anda. Pelo fato do salário do Alex ser um pouco alto os clubes alegam que não vão conseguir pagar. Então eu vou ver se o Flamengo aceita ajudar a pagar uma parte do salário dele em outro clube. Se o Flamengo não for utilizar o Alex, eu quero que ele seja emprestado”, explicou Orlando Almeida.


Alex Silva foi um dos atletas dispensados pelo Flamengo nesta temporada. O Rubro-negro também se desfez de Vagner Love, Ibson e, mais recentemente, Renato Abreu. Com exceção do último, o clube usou como motivo o alto custo dos jogadores.

Jornal Midiamax