Geral

Empresa naval de Eike também deve pedir recuperação judicial

A empresa naval OSX, de Eike Batista, deve pedir recuperação judicial na quinta-feira, segundo informações publicadas nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo. A empresa, que possui dívidas de cerca de R$ 2,5 bilhões, deve seguir o mesmo caminho de seu principal cliente, a OGX, que na semana passada entrou com pedido de proteção na […]

Arquivo Publicado em 06/11/2013, às 12h54

None

A empresa naval OSX, de Eike Batista, deve pedir recuperação judicial na quinta-feira, segundo informações publicadas nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo. A empresa, que possui dívidas de cerca de R$ 2,5 bilhões, deve seguir o mesmo caminho de seu principal cliente, a OGX, que na semana passada entrou com pedido de proteção na Justiça para não pagar as dívidas. Der acordo com a publicação, a decisão de entrar com o pedido foi acordada ontem, após a companhia fechar um acordo com os bancos credores Caixa e BNDES para rolar por um ano R$ 1 bilhão em empréstimos.

Além do acordo para recuperação, ficou acertado que a OSX receberá um aporte de R$ 120 milhões – Eike injetará R$ 100 milhões, e o restante virá de Votorantim e Santander. A Folha afirma o acerto com os bancos não foi capaz de salvar a empresa devido aos protestos de fornecedores na Justiça. A empresa corre o risco de ter sua falência decretada caso não entre com o pedido. A recuperação da OSX atingirá as unidades de serviços e de construção naval, que controla o estaleiro da empresa no porto do Açu, no Rio.

A subsidiária OSX Leasing, sediada no exterior e dona das plataformas da companhia, não será afetada. Ainda de acordo com o jornal, a operação irá permitir que a empresa tente vender as plataformas, avaliadas em aproximadamente R$ 7 bilhões, para começar a pagar as dívidas. Segundo a Folha, a Caixa confirmou a prorrogação do empréstimo de R$ 400 milhões por 12 meses. Já Votorantim, Santander e BNDES não comentaram o assunto.

Jornal Midiamax