Geral

Da praia a festa, chapéus protegem do sol e deixam a mulher mais bonita

O artigo pode ser usado por qualquer mulher e é uma opção elegante para se proteger do sol, orienta consultora de imagem e estilo

Arquivo Publicado em 20/12/2013, às 17h50

None
311084898.jpg

O artigo pode ser usado por qualquer mulher e é uma opção elegante para se proteger do sol, orienta consultora de imagem e estilo

Já faz alguns anos que o chapéu deixou de ser um adereço formal e caiu no gosto das moderninhas e fashionistas. É só dar uma andada por aí para encontrar mulheres estilosas ditando moda com o adereço na cabeça.

Consultora de imagem e estilo, Suzi Cardoso, que também é especialista em chapelaria, revela que o artigo pode ser usado por qualquer mulher e é uma opção elegante para se proteger do sol. “Campo Grande é muito quente. No verão faz 40⁰C com facilidade. O chapéu, além de enfeitar e deixar a mulher muito mais bonita, protege dos raios ultravioletas”, afirma.

Ela lembra que, diferente de alguns anos, quando o acessório era usado apenas em festas chiques durante o dia, a moda está democrática e não precisa mais ter uma ocasião especial para tirar o chapéu do armário. É só combinar a peça com a roupa adequada e sair por aí. “A regra é a mesma que na moda. Tem que ter bom senso”, diz.

O chapéu, inclusive, é um dos acessórios preferidos das celebridades. É só procurar na internet que várias delas vão ser vistas com modelos dos mais variados.

Os clássicos modelos fedora e panamá são peças que não tem erro na hora de usar. Mas, modelos mais estilizados e com tendência retrô estão com tudo. Suzi lembra que os modelos no estilo Channel são lindos e podem ser usados com praticamente o que quiser. A peça que ela nos mostra tem o modelo idêntico a da grande estilista francesa, com acabamento em renda o acessório dá um ar chique a qualquer produção.

Já os modelos com abas largas são perfeito para o nosso clima. Pois além de protegerem o rosto do sol também evitam que os ombros se queimem. O cuidado na hora de usá-lo, explica Suzi, é quanto ao formato do rosto. Quem tem o rosto pequeno não deve usá-lo para o chapéu não ‘engolir’ a pessoa. Já quem tem rosto comprido a peça é perfeita.

Ela diz ainda que outro cuidado é quanto ao jeito da mulher. Se for uma pessoa mais discreta que não gosta de chamar atenção, os modelos no mesmo tom do cabelo são mais indicados. Já quem é exuberante, pode abusar dos coloridos, estampados e com enfeites. Cuidando apenas para não destoar do look.

Outra dica para o verão, que não protege, mas que enfeita a mulher são os turbantes e as coroas de flores. As peças dão um ar jovial e completam qualquer produção com muito estilo.

Dicas de como usar e onde não usar

Panamá: vai bem num passeio durante o dia, com camisa, short com pregas e sandália sem salto.

Fedora: anteriormente exclusivo entre os homens, começou a ser usado pelas mulheres com cores e tecidos divertidos. São muito legais para um look desprentesioso.

Cowboy: com versões em palha, lona e tecido, foi parar além do universo dos rodeios. Combina com jeans ou mesmo vestidos floridos, com um ar mais jovial.

Proibido: na mesa de refeição, em lugares fechados, assim como dentro da igreja ou em situações que exijam uma abertura emocional maior da pessoa. O chapéu tem uma simbologia de resguardo, de proteção, e o ato de tirá-lo, como diz a expressão “tirar o chapéu”, significa que a pessoa está se curvando, se disponibilizando a algo ou alguém.

Jornal Midiamax