Geral

Com um mata-leão, lutador brasileiro de MMA captura bandido nos EUA

O lutador Ururahy Rodrigues perseguiu e capturou um suspeito de assassinato na última quarta-feira (26), em Villa Rica, na Georgia, Estados Unidos. Radicado nos EUA, o brasileiro, que vem de derrota para Clay Harvison no Bellator 88, em fevereiro deste ano, foi atrás do bandido após ouvir o som de tiros na joalheria ao lado […]

Arquivo Publicado em 28/06/2013, às 15h06

None
1654818947.jpg

O lutador Ururahy Rodrigues perseguiu e capturou um suspeito de assassinato na última quarta-feira (26), em Villa Rica, na Georgia, Estados Unidos.

Radicado nos EUA, o brasileiro, que vem de derrota para Clay Harvison no Bellator 88, em fevereiro deste ano, foi atrás do bandido após ouvir o som de tiros na joalheria ao lado de sua academia, onde dá aulas de Jiu-Jitsu.

De acordo com a TV americana WSBTV, quatro homens invadiram a loja e roubaram diversas joias, mas acabaram sendo surpreendidos pelo dono do estabelecimento, que foi baleado e morto pelos suspeitos. Após a ação, os criminosos fugiram, e, atento, Ururahy saiu correndo em direção à quadrilha.

Eric Billings, de 16 anos, acabou sendo alcançado pelo lutador, que o imobilizou com um mata-leão até a chegada da polícia. Segundo o site MMA Fighting, Billings pode receber pena de morte por sua participação no assassinato.

Tratado como herói desde o ocorrido, o brasileiro, no entanto, rechaça o rótulo. ”Não sou um herói. É inacreditável. Você vê seu amigo levar um tiro e não pode fazer nada”, disse, em entrevista ao canal WSBTV.

Com cinco vitórias e cinco derrotas no MMA, Ururahy Rodrigues tem em seu cartel vitória sobre o também brasileiro Diego Brandão, atualmente no UFC, por decisão unânime, em 2010.

Jornal Midiamax