Geral

Após permanência, Fluminense refaz planejamento e mira Cristóvão Borges

A permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, confirmada após a Portuguesa perder pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta segunda-feira, vai fazer o Fluminense alterar todo o seu planejamento para a próxima temporada. Com orçamento maior do que em caso de queda para a Série B, o presidente Peter Siemsen já fez […]

Arquivo Publicado em 17/12/2013, às 15h36

None

A permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, confirmada após a Portuguesa perder pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta segunda-feira, vai fazer o Fluminense alterar todo o seu planejamento para a próxima temporada. Com orçamento maior do que em caso de queda para a Série B, o presidente Peter Siemsen já fez os primeiros contatos com a cúpula tricolor para dar início ao planejamento do próximo ano.

A ideia é anunciar a contratação de um treinador o mais rápido possível. O nome preferido continua sendo o de Cristóvão Borges, que recentemente foi dispensado do Bahia. O treinador está cada vez mais cotado, ainda mais após o Grêmio anunciar a contratação de Enderson Moreira, outro nome pretendido.

Para contratar Cristóvão, Peter terá que bater de frente com a patrocinadora. O empresário Celso Barros, presidente da Unimed, deseja a chegada de Renato Gaúcho, que foi liberado pelo Grêmio mesmo tendo classificado o time para a Copa Libertadores. Os dois são amigos pessoais, mas Peter entende que o nome de Renato já tem um certo desgaste dentro das Laranjeiras. Tite, que recentemente deixou o Corinthians, também chegou a ser sondado, mas os valores salariais o distanciaram.

A permanência na primeira divisão também vai facilitar a manutenção de boa parte do elenco, que já vinha sofrendo o assédio de outros times do País. O artilheiro Fred foi procurado pelo Cruzeiro, enquanto Rafael Sóbis tem proposta do São Paulo e Carlinhos do Corinthians. Já o volante Jean e o atacante Samuel foram sondados por clubes da Espanha.

Outra alteração no planejamento envolve a contratação de reforços. Isso porque o investimento para 2014 será um pouco maior e vai permitir a chegada de nomes de um pouco mais de impacto. Porém, a torcida não deve esperar nenhuma bomba além do já apalavrado meia argentino Darío Conca. Isso porque Peter não conta com muito dinheiro para investir, já que a Unimed vem diminuindo a receita colocada nas Laranjeiras.

O objetivo da diretoria do Fluminense é ter o elenco fechado até o dia 6 de janeiro, quando o plantel se reapresenta e começa a preparação para a disputa do Campeonato Carioca. A estreia na competição estadual será no fim de semana de 18 e 19 de janeiro, contra o Madureira, em campo ainda a ser definido pelo adversário.

Jornal Midiamax