Geral

Uruguaios protestam após Senado adiar votação do casamento gay

Cerca de 100 pessoas protestaram na tarde desta quarta-feira em frente ao Registro Civil, em Montevidéu, no Uruguai, contra o acordo firmado pela manhã no Senado que adiou para abril a votação do projeto de lei que habilita o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Convocados pela organização Ovelha Negra, os manifestantes criticam o partido […]

Arquivo Publicado em 26/12/2012, às 22h53

None

Cerca de 100 pessoas protestaram na tarde desta quarta-feira em frente ao Registro Civil, em Montevidéu, no Uruguai, contra o acordo firmado pela manhã no Senado que adiou para abril a votação do projeto de lei que habilita o casamento entre pessoas do mesmo sexo.


Convocados pela organização Ovelha Negra, os manifestantes criticam o partido do presidente José Mujica por ter aceitado adiar a discussão.


Em comunicado, a organização que reúne gays, lésbicas, travestis e transexuais citam os senadores que rechaçaram postergar a votação e criticam as bancadas dos partidos de oposição e os demais senadores aliados pelo acordo.


A votação do projeto de lei estava marcada para esta quarta-feira pela manhã, mas após alguns minutos de discussão, os legisladores decidiram adiar a discussão do tema para abril. A lei já foi aprovada na Câmara dos Deputados e, se for aprovada no Senado, segue para sansão do presidente Mujica.

Jornal Midiamax