Geral

Trote de Universidade busca doações de medula óssea e sangue

Estudantes que têm interesse em contribuir com o banco de medula óssea e sangue poderão realizar doações nos dias 6, 7 e 8 de março, na Anhanguera – Uniderp, em Campo Grande. A iniciativa faz parte do trote solidário adotado pela Universidade. De acordo com a assessoria de imprensa, os alunos podem colaborar, voluntariamente com o projeto […]

Arquivo Publicado em 29/02/2012, às 13h00

None

Estudantes que têm interesse em contribuir com o banco de medula óssea e sangue poderão realizar doações nos dias 6, 7 e 8 de março, na Anhanguera – Uniderp, em Campo Grande. A iniciativa faz parte do trote solidário adotado pela Universidade.

De acordo com a assessoria de imprensa, os alunos podem colaborar, voluntariamente com o projeto que tem foco na consciência solidária em prol da saúde.

Nos dias 7 e 8 as coletas de medula serão feitas no auditório do Bloco 07 e na sala do DCE daunidade que fica está localizada na avenida Ceará. Já no dia 8, serão no Cemed, que fica na rua Nova Era, 480 e no Campus Ciências Agrárias, na rua Alexandre Herculano, 1400.

As doações de sangue podem ser feitas na sede do Hemosul, na avenida Fernando Corrêa da Costa, 1304.

Para doar sangue é preciso ter idade entre 18 e 65 anos, mais de 50 quilos, estar bem alimentado, não ter ingerido álcool nas últimas 12 horas e levar algum documento de identidade com foto (RG, Carteira de Trabalho ou Carteira de Habilitação).

No caso de medula óssea, os doadores preencherão um formulário com dados pessoais e será coletada uma amostra de sangue para testes. Conforme informações do portal do Instituto Nacional do Câncer, os testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente. Os dados pessoais e os resultados são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.

Jornal Midiamax