Geral

TIM alega que promoção suspensa pela Anatel não causa instabilidade na rede

Depois da suspensão pela Anatel da promoção Infinity Day, a TIM divulgou comunicado hoje (16) alegando que a oferta não tem nenhum potencial para causar instabilidade na rede celular. Segundo a empresa, a modalidade já foi aplicada em uma área de testes no Rio Grande do Sul, sem provocar o problema. O Infinity Day foi […]

Arquivo Publicado em 16/11/2012, às 15h37

None

Depois da suspensão pela Anatel da promoção Infinity Day, a TIM divulgou comunicado hoje (16) alegando que a oferta não tem nenhum potencial para causar instabilidade na rede celular. Segundo a empresa, a modalidade já foi aplicada em uma área de testes no Rio Grande do Sul, sem provocar o problema.


O Infinity Day foi suspenso pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) por entender que a promoção poderá causar instabilidade na rede de serviço móvel pessoal e prejuízo à qualidade da prestação do serviço aos usuários da TIM. O plano permite a realização de chamadas locais ilimitadas pagando R$ 0,50 por dia.


A TIM argumenta que as demais operadoras de telefonia móvel já oferecem promoções regionais muito mais agressivas e continuam a comercializar esses serviços normalmente. Segundo a empresa, a promoção Infinity Day foi comunicada dois dias antes em veículos de larga circulação, conforme regulamentação em vigor.


“Além disso, detalhadas evidências técnicas e mercadológicas foram já protocoladas na Anatel; desde 12 de novembro, os diretores da TIM estão prontos para uma reunião presencial de esclarecimento em Brasília, sem terem sido atendidos até o momento”, diz a nota.


A empresa considera que a promoção quebra um paradigma para o amplo acesso dos consumidores de telefonia móvel. “São certas as perdas ocasionadas para cerca de 12 milhões de consumidores finais, que não poderão se beneficiar dessa promoção inovadora”. Segundo a empresa, o plano de melhoria da TIM aprovado pela Anatel em agosto já previa o desenvolvimento da oferta.

Jornal Midiamax