Geral

Telefônica adota marca nacional e passa a se chamar Vivo

A Vivo amplia sua atuação e passa a ser a marca comercial do grupo Telefônica no Brasil. A mudança ocorre neste domingo com a apresentação de um novo comercial, em rede nacional. A escolha ocorreu pela identificação dos habitantes com a marca. “O Brasil já tinha essa marca nacional tão querida, de tanto valor, tão […]

Arquivo Publicado em 15/04/2012, às 12h46

None

A Vivo amplia sua atuação e passa a ser a marca comercial do grupo Telefônica no Brasil. A mudança ocorre neste domingo com a apresentação de um novo comercial, em rede nacional. A escolha ocorreu pela identificação dos habitantes com a marca. “O Brasil já tinha essa marca nacional tão querida, de tanto valor, tão brasileira, que a decisão natural do grupo foi usá-la comercialmente”, diz Christian Gebara, diretor executivo da Telefônica.


“O reposicionamento mudança durou 18 meses e teve várias complexidades relacionadas ao número de lojas e ao treinamento de milhares de pessoas, o que demanda tempo, não é uma operação simples. Esse processo é grande, dispendioso e vai culminar com o filme de 60 segundos que vai ao ar”, diz o presidente da Telefônica no Brasil, Antonio Carlos Valente.


Ainda sobre a “nacionalização” da empresa, Valente afirmou que está honrado com afirmação da presidente Dilma Rousseff, durante inauguração de uma unidade da Atento, empresa de call-centers do grupo, no final de março, de que a Telefônica é “praticamente brasileira”.


“A presidente ficou emocionada, pois vamos gerar empregos principalmente para jovens, mulheres, pessoas da melhor idade e portadores de necessidades especiais. É uma honra ser reconhecido pela geração de vagas”, diz.


Segundo o plano de investimentos do grupo, de 2011 a 2014 a Vivo colocará R$ 24,3 bilhões no País. Valente diz que o Brasil vive um ótimo momento e até um possível “apagão de mão de obra” pode ser encarado como positivo. “É um sintoma de que o País está em crescimento. É um problema bom. Nós precisamos valorizar o que é local, valorizar o profissional brasileiro. O mercado continua em expansão e acho que a qualificação dos profissionais irá acontecer”, diz.


Com a mudança, a linha fixa Telefônica passa a se chamar Vivo Fixo. Speedy e Ajato serão Vivo Speedy e o Vivo 15 substituirá o Telefônica 15. Já no segmento de TV por assinatura, a Telefônica TV Digital (TTD) e a TVA darão lugar à Vivo TV. A Fibra Banda Larga e a Fibra TV mudam, respectivamente, para Vivo Speedy Fibra e Vivo TV Fibra. Além disso, as 131 lojas e 14 pontos de serviço da Telefônica também passarão a usar a nova marca. Outros 15 mil carros que receberão adesivos com o logo Vivo.


Campanha


O telespectador que ligar a TV na noite de domingo no intervalo do Fantástico, da Rede Globo, pode por um momento achar eu está vendo a nova animação do estúdio Pixar, da Disney. A semelhança não é mera coincidência. A propaganda teve o intuito de reposicionar a marca de forma divertida. “A Vivo, nacional e ampliada, mostra a consolidação dos esforços para a empresa se tornar a melhor do setor de telecomunicações do País”, diz Valente.


A propaganda, de 60 segundos de duração, mostrará personagens animados – semelhantes aos da Pixar – em diversas regiões do País. Produzido pela Agência África, o vídeo também faz parte de uma campanha para levar o cliente para a página das lojas nas redes sociais, especialmente o Facebook. “A campanha realmente mostra de uma maneira única a evolução dos valores da marca que acredita que a conexão realmente faz com que as pessoas vivam melhor”, diz Gebara.


“Conectados vivemos melhor”


A campanha de reformulação da marca demorou nove meses para ficar pronta e é composta por dois filmes, um informativo, que foi ao ar no Estado de São Paulo para explicar as mudanças decorrentes da junção para o consumidor, e o outro nacional, que estreia no domingo, reapresentando a marca Vivo e mostrando o novo conceito. “A gente queria uma campanha que realmente mostrasse de uma maneira única a evolução dos valores dessa marca que agora acredita que a conexão realmente faz com que as pessoas vivam melhor”, diz o diretor.


Segundo ele, a marca queria contar uma história divertida e com visibilidade e, para isso, colocou personagens que se identificassem com o público, como um “avatar” do Pelé. “Como a Vivo é digital resolvemos usar a animação, com apelo nas redes sociais, confirmando a mensagem de retratar as pessoas no seu dia a dia, o Brasil, tudo isso numa linguagem digital que com certeza vai ser um sucesso”, diz.

Jornal Midiamax