Geral

Serão investidos R$ 3 milhões em produções culturais através do FIC 2013

A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul divulgou no início de dezembro o edital de inscrições para projetos que buscam benefícios do Fundo de Investimentos Culturais. Em 2013 o projeto irá aplicar R$ 3 milhões na produção cultural sul-mato-grossense, o dobro do que foi investido ano passado. De acordo com despacho […]

Arquivo Publicado em 06/12/2012, às 10h04

None
1722814486.jpg

A Fundação de Cultura do governo de Mato Grosso do Sul divulgou no início de dezembro o edital de inscrições para projetos que buscam benefícios do Fundo de Investimentos Culturais. Em 2013 o projeto irá aplicar R$ 3 milhões na produção cultural sul-mato-grossense, o dobro do que foi investido ano passado.


De acordo com despacho do processo, publicado no edital desta segunda-feira, nesta primeira etapa do FIC serão destinados R$ 2 milhões. No segundo semestre será lançado o segundo edital, com investimentos de R$ 1 milhão condicionados ao crédito contingenciado do governo estadual.


As inscrições da primeira etapa do FIC 2013 estarão abertas de 3 de dezembro a 18 de janeiro. Estão habilitadas a participar do edital pessoas físicas ou jurídicas, que desenvolvam projetos de caráter inteiramente cultural.


A relação dos projetos aprovados será divulgada no dia 25 de março. “Com o Fundo a produção cultural sul-mato-grossense é contemplada nas mais diversas manifestações em todas as regiões do Estado, ampliando o acesso do público e, sobretudo, estimulando sua formação”, analisa Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul.


Segundo o gerente do FIC, Edilson Aspet, o fundo abre um leque de oportunidades para que a sociedade civil possa realizar seus projetos culturais. “Com o FIC, é possível investir mais na cultura local, dando oportunidades para que os artistas e produtores culturais possam efetivar a participação dos 78 municípios com eventos e produtos culturais patrocinados pelo governo”.


Em 2012 o Fundo aprovou 58 projetos dentre 193 inscritos. Foram beneficiados 18 projetos de literatura, 19 de música, 4 de folclore e manifestações tradicionais, 5 de formação e 7 de artes cênicas. Museu, patrimônio cultural, pesquisa, audiovisual e artesanato contemplaram um projeto cada.

Jornal Midiamax