Geral

São Paulo joga mal, vence o Independente só por 1 a 0 e não leva vaga direta na Copa do Brasil

O São Paulo não fez um bom jogo e terá de enfrentar novamente o Independente, do Pará, para seguir na Copa do Brasil. O time tricolor teve uma atuação muito fraca, cheia de erros e venceu por 1 a 0 em um raro lance de inspiração de Cicero, além de ter contado com uma ajuda […]

Arquivo Publicado em 08/03/2012, às 02h15

None

O São Paulo não fez um bom jogo e terá de enfrentar novamente o Independente, do Pará, para seguir na Copa do Brasil. O time tricolor teve uma atuação muito fraca, cheia de erros e venceu por 1 a 0 em um raro lance de inspiração de Cicero, além de ter contado com uma ajuda da arbitragem. O duelo de volta será na próxima quarta-feira, no estádio do Morumbi, e a equipe do técnico Emerson Leão tem a vantagem do empate, muito pouco para quem sonhava com um triunfo tranquilo e com a vaga na segunda fase do torneio assegurada.


E a partida poderia ter tomado um novo rumo logo aos 2min. O atacante Tiago Floriano, do Independente, fez um gol legal, mas a arbitragem assinalou um impedimento inexistente e anulou a jogada. O São Paulo tentou responder rapidamente e Lucas só não marcou no minuto seguinte porque Alexandre Recife tirou em cima da linha.


O Independente não demonstrava nenhum medo por encarar um rival do tamanho do São Paulo e tentou na base da velocidade e das rápidas trocas de bola para chegar ao ataque. Mas o São Paulo, mesmo sem conseguir se impor, foi mais efetivo e saiu na frente.


Aos 14min, Cicero, em grande fase, carregou a bola desde a intermediária de defesa, levou até a entrada da área rival e bateu firme no canto esquerdo do goleiro Dida para abrir o placar.


O gol diminuiu o ímpeto ofensivo do time paraense e fez com que o Tricolor passasse a ter mais a bola nos pés. Isso, porém, não significou domínio são-paulino. A equipe errava muitos passes e abusava das jogadas individuais, o que travava o seu jogo.


Lucas e Fernandinho foram pouco acionados e falharam quando a bola chegava, optando sempre pela jogada errada. Já Luis Fabiano lutava com os zagueiros, mas não teve chances claras para marcar. Aos 26min, o atacante arrematou da entrada da área, mas a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.


A grande chance são-paulina veio aos 33min, quando Denilson cobrou falta de longa distância e acertou o travessão de Dida. Enquanto isso, Denis trabalhava bem nas poucas investidas do Independente, que colocava suas fichas na jogadas de velocidade de Tiago Floriano.


O Tricolor voltou melhor após o intervalo, mas Casemiro, duas vezes, Lucas e Luis Fabiano pecaram nas finalizações. Apesar de finalizar mais ao gol e marcar mais presença no campo de ataque, o time não conseguia acertar no passe final para marcar o segundo gol. Por outro lado, o Independente se fechava na defesa e apostava nas saídas rápidas para tentar surpreender.


Após o bom começo de segundo tempo, o São Paulo voltou a trocar passes sem nenhuma inspiração e nem as mudanças de Emerson Leão – trocou Fernandinho, Casemiro e Luis Fabiano por Osvaldo, Maicon e Willian José, respectivamente – não surtiram efeito.


Para ajudar a apática atuação tricolor, o Independente não tinha força ofensiva para atacar e pouco assustou o goleiro Denis. E, aos 48min, Cicero furou bisonhamente a última chance de a equipe voltar para São Paulo com a vaga antecipada.


Jornal Midiamax