Geral

Rock and roll com Skin Nativa e Stranges será atração do Som da Concha

O Som da Concha deste domingo (25) será marcado pelo rock e heavy metal das bandas Skin Nativa e da Stranges. O som da Concha é um projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e acontece em domingos alternados na Concha Acústica Helena Meireles às 18h30 no Parque das Nações Indígenas. A […]

Arquivo Publicado em 20/11/2012, às 12h44

None
88674053.JPG

O Som da Concha deste domingo (25) será marcado pelo rock e heavy metal das bandas Skin Nativa e da Stranges. O som da Concha é um projeto da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e acontece em domingos alternados na Concha Acústica Helena Meireles às 18h30 no Parque das Nações Indígenas. A entrada é de graça.


Para a Skin Nativa, o rock é a marca e a alma dessa banda que reúne quatro amigos em Campo Grande. As composições “Além do Tempo” de (Gabriel Gonçalves / Danilo Borges) e “Help” de (Willian Frazão) mostram a identidade da banda Skin Nativa, que há mais de seis anos na estrada caracteriza-se por músicas autorais e cover’s feitos com perfeição, além da inovação que trás ao cenário regional.


Influências de bandas nacionais e internacionais como Capital Inicial, Detonautas, Raimundos, Charlie Brown Jr, Reação em Cadeia, Creed, Foo Fighters, Nirvana, Audioslave, Tree Doors Down, entre várias outras, fazem a mistura do rock de qualidade que a banda apresenta ao público. Leandro Barthimann (guitarra solo e Back Vocal), Rafa Araújo (vocal, violão e guitarra base), Leonardo Reis (baixo) e Jeff (bateria).


A banda tem se apresentado na capital e no interior e já foi incluída no Projeto Kit Difusão Cultural da Fundação de Cultura de MS em 2010 e 2011 onde são selecionados os melhores artistas para divulgar a música sul-mato-grossense em todo Brasil.


A Skin Nativa gravou o seu primeiro CD com composições próprias, intitulado Além do Tempo e já se prepara para o lançamento de um novo trabalho.


Já a banda Strangers foi criada para ser uma banda de hard rock com uma pegada heavy metal, a Strangers tem como influência o som de bandas como Led Zeppelin, Scorpions, Survivor, Dire Straits, W.E.T, Europe, Black Sabbath e Thin Lizzy. Além de covers a banda possui composições próprias, como Enjoy your life, Livre para voar e Danger of the night.


A banda foi formada em 2007, em Campo Grande (MS), por Wille Bruno (vocal) e Gerson (guitarra). Para completar a 1º formação da banda entraram Murilo (bateria), Bruno Carvalho (guitarra), Jeferson (baixo) e Rafael Pacheco (teclado).


Depois de várias formações, empecilhos e possível término da banda, a Strangers volta em 2012 ao cenário rock and roll com um novo integrante. Junto com o antigo time Wille Bruno (vocal), Gerson (guitarra) e Murilo (bateria), a novidade fica com a entrada do baixista Irwing, que faz um som com pegada rápida e tem como principais influências Geezer Butler e Flea.


A Strangers está cheia de planos e ideias novas para essa nova fase da banda que vem excessivamente criativa, com músicas inéditas e covers com muita personalidade.


Som da Concha


O projeto é uma realização da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul em parceria com a Fundação Manoel de Barros, TV Brasil Pantanal e 104 FM Rádio MS e prevê apresentações de shows em domingos alternados.


A Concha Acústica Helena Meirelles fica no Parque das Nações Indígenas, na rua Antonio Maria Coelho, 6000. Outras informações pelo telefone (67) 3314-2030. A entrada para os shows é franca.

Jornal Midiamax