Geral

Prorrogado prazo do envio de propostas para gestão do Aquário do Pantanal

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes (Seop), abriu o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) a fim de selecionar estudos preliminares de viabilidade econômico-financeira, objetivando a instalação dos sistemas especiais de operação da galeria de aquários, do Centro de Conhecimento e Divulgação Cientifica da Biodiversidad...

Arquivo Publicado em 17/10/2012, às 12h34

None
1618719231.jpg

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes (Seop), abriu o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) a fim de selecionar estudos preliminares de viabilidade econômico-financeira, objetivando a instalação dos sistemas especiais de operação da galeria de aquários, do Centro de Conhecimento e Divulgação Cientifica da Biodiversidade e do Centro de Negócios do empreendimento Aquário do Pantanal.


 Os prazos, que venceriam hoje (17), foram prorrogados até o dia 31 de outubro. A resolução (nº 004) publicada em setembro deste ano, no Diário Oficial, tem como objetivo a condução dos estudos preliminares de gestão visando à instalação de mecanismos administrativos do empreendimento.


A conclusão dos estudos permitirá ao Estado de Mato Grosso do Sul identificar qual a melhor forma de operação do Centro de Pesquisa e de Reabilitação de Animais da Ictiofauna Pantaneira e Aquário.


Os interessados deverão apresentar as manifestações formais de interesse em elaborar os estudos previstos nas condições e termos estabelecidos no Instrumento Convocatório. O Instrumento Convocatório e seus Anexos estão disponíveis a partir do dia 18 de setembro, às 8 horas, na sede da Seop, situada na avenida Desembargador José Nunes da Cunha, s/nº, Parque dos Poderes, Bloco XIV, Campo Grande, Mato Grosso do Sul.


As manifestações de interesse deverão ser entregues até às 17h30 do dia 31 de outubro, nos termos e condições previstos no Instrumento Convocatório, na sede da Seop. O Aquário do Pantanal será o principal indutor da atração turística de Mato Grosso do Sul.


Será um Centro de geração e difusão do conhecimento sobre a biodiversidade do Pantanal, com ênfase na biodiversidade aquática, o que impõe a necessidade da busca na excelência de conhecimentos técnicos, culturais e administrativos para a operação do Aquário do Pantanal, justifica a resolução publicada pela Secretaria de Obras.


A resolução que prorroga o prazo está disponível na edição do DOE de hoje (17), no endereço eletrônico www.imprensaoficial.ms.gov.br . A obra Prevista para serem concluídas no fim de 2013, as obras do Aquário do Pantanal já têm mais de 40% dos trabalhos realizados.


O empreendimento de 18,6 mil metros quadrados de construção está na fase de execução da infraestrutura. Os investimentos totalizam R$ 84,7 milhões. O local terá capacidade para receber 20 mil visitantes por dia. O Aquário – o maior de água doce do mundo – integra o programa MS Forte, do governo do Estado, como obra emblemática para a Capital.


É um empreendimento que vai aliar turismo, lazer, educação ambiental e pesquisa científica. O prédio terá 24 tanques com volume de mais de 6,5 milhões de litros para abrigar sete mil animais e cerca de 260 espécies diferentes.


O espaço terá um centro de conferências, laboratórios e biblioteca para livros e teses sobre o Pantanal, instalações que foram desenhadas lado a lado com os 24 tanques de peixes, jacarés, sucuris, entre outras espécies.


O ambiente interno inclui um túnel de 180 graus, mas o aquário terá ainda seis tanques externos, que poderão ser percorridos a pé ou em um trajeto aquaviário em barco com fundo de vidro. Os outros 18 tanques (sendo dois ornamentais) serão instalados na parte interna.

Jornal Midiamax