Geral

Presidente exige impugnação de final e vitória do Tigre no Morumbi

A irritação com o desfecho da Copa Sul-Americana ainda afeta o Tigre, que pretende recorrer à Conmebol para protestar e até mesmo ficar com o título da competição. Em entrevista à Rádio Coperativa, o presidente do clube argentino, Rodrigo Molinos, afirmou que reivindicará a impugnação da final do torneio e que o São Paulo seja […]

Arquivo Publicado em 14/12/2012, às 23h55

None

A irritação com o desfecho da Copa Sul-Americana ainda afeta o Tigre, que pretende recorrer à Conmebol para protestar e até mesmo ficar com o título da competição. Em entrevista à Rádio Coperativa, o presidente do clube argentino, Rodrigo Molinos, afirmou que reivindicará a impugnação da final do torneio e que o São Paulo seja declarado perdedor do jogo de volta no Estádio do Morumbi.

“Vamos pedir a impugnação da partida e sanções ao São Paulo. Pedimos que o clube mandante seja declarado perdedor, pois foi quem causou os incidentes. Sabemos que é difícil, mas vamos nos manifestar. Foi gravíssimo”, atacou Molinos.

A Conmebol, porém, se manifestou sobre o caso e confirmou o São Paulo como vencedor da Copa Sul-Americana. A equipe tricolor levantou o troféu no Morumbi depois de os argentinos se recusarem a retornar ao gramado, alegando terem sofrido agressões de seguranças tricolores nos vestiários do estádio paulistano. O placar já mostrava 2 a 0 para o time tricolor, que havia empatado o jogo de ida por 0 a 0, na Bombonera, em Buenos Aires.

O Tigre alega ter sofrido uma emboscada dos seguranças do São Paulo, versão bancada por Molinos e por toda a delegação argentina na final da Copa Sul-Americana. “Nunca vi guardas na porta do vestiário para agredir os jogadores. No intervalo vieram 12 com paus e alguns armados e nos disseram: ‘vocês, argentinos, vamos ver se aguentam agora’. Os atletas não tinham condições físicas nem psicológicas de continuarem o jogo”, argumentou.

Jornal Midiamax