Geral

Ponte do Rio Paraguai na BR-262 terá reajuste de pedágio em 2013

A partir de 1º de janeiro de 2013 serão reajustados os valores do pedágio cobrado pela utilização, como meio de transposição da ponte rodoviária de concreto sobre o Rio Paraguai – BR 262 – trecho entre os municípios de Miranda e Corumbá. A resolução da Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes (Seop) […]

Arquivo Publicado em 20/12/2012, às 12h08

None

A partir de 1º de janeiro de 2013 serão reajustados os valores do pedágio cobrado pela utilização, como meio de transposição da ponte rodoviária de concreto sobre o Rio Paraguai – BR 262 – trecho entre os municípios de Miranda e Corumbá. A resolução da Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes (Seop) foi publicada hoje (20) no Diário Oficial do Estado.


De acordo com a resolução, o contrato da outorga da concessão para exploração mediante pedágio da ponte rodoviária de concreto foi assinado em 8 de dezembro de 2008 e até hoje teve apenas um reajuste sobre valores cobrados desde 10 de maio de 2001. Ao longo desses anos, ocorreram altas significativas nos custos operacionais para a manutenção da ponte que geraram dispêndio de difícil suporte. Conforme o texto, os investimentos realizados pela concessionária, em decorrência de obrigações contratuais estabelecidas nos itens denominados “Trabalhos Iniciais e Melhoramentos” foram integralmente concluídos.


O pedágio será cobrado dos condutores ou proprietários de quaisquer espécies de veículos automotores, que utilizarem a ponte de concreto como meio de ultrapassagem do Rio Paraguai. Ficam isentos da cobrança do pedágio os condutores de veículos automotores de propriedade da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, inclusive de suas autarquias e fundações, bem como dos veículos pertencentes aos Estados estrangeiros e destinados às suas representações diplomáticas.


A tabela de pedágio por categoria de veículos será publicada no DOE.

Jornal Midiamax