Geral

PMA autua pecuarista em R$ 20 mil por voçorocas em propriedade

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia (MS), em fiscalização nas propriedades rurais do município de Inocência (MS) autuaram ontem à tarde um proprietário rural, por erosões em sua fazenda. As degradações foram encontradas na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, em área de pastagem e as vossorocas degradavam área de 1,5 hectares, sendo vários processos erosivos e em […]

Arquivo Publicado em 26/07/2012, às 11h57

None
1222680730.JPG

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia (MS), em fiscalização nas propriedades rurais do município de Inocência (MS) autuaram ontem à tarde um proprietário rural, por erosões em sua fazenda. As degradações foram encontradas na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, em área de pastagem e as vossorocas degradavam área de 1,5 hectares, sendo vários processos erosivos e em várias de extensões.


Os policiais avaliam que os processos erosivos teriam surgido, em razão da falta de conservação do solo, que é obrigatória pela legislação nas intervenções feitas para a produção em propriedades rurais. A falta de isolamento da área permite ainda o trânsito de bovino, que inclusive, usam a água descoberta do lençol freático pelas voçorocas. A PMA verificou total desprezo com a conservação do solo nas áreas afetadas. O proprietário da fazenda, residente em Três Lagoas (MS) foi autuado administrativamente e multado em R$ 20 mil.


A PMA determinou a interdição da área, para proteção e recuperação, com proibição de atividades agrícolas e pecuárias. A empresa também foi notificada a apresentar projeto de recuperação de área degradada (PRAD) junto aos órgãos ambientais, no prazo máximo de 30 dias.

Jornal Midiamax