Geral

Para Giroto, processo por denunciação caluniosa não será obstáculo na campanha

Alvo de processo por denunciação caluniosa no STF (Supremo Tribunal Federal), o pré-candidato a prefeito da Capital, deputado federal Edson Giroto (PMDB), revelou estar certo de que as denúncias não vão atrapalhar sua campanha rumo à prefeitura da Capital. “A garantia que me da tranquilidade é que em todos os processos, em nenhum me condenaram […]

Arquivo Publicado em 03/03/2012, às 16h40

None

Alvo de processo por denunciação caluniosa no STF (Supremo Tribunal Federal), o pré-candidato a prefeito da Capital, deputado federal Edson Giroto (PMDB), revelou estar certo de que as denúncias não vão atrapalhar sua campanha rumo à prefeitura da Capital.


“A garantia que me da tranquilidade é que em todos os processos, em nenhum me condenaram por roubo ou desvio de dinheiro público. O único que tem no STF é eleitoral e o menino que fez declarou: eu fiz por conta própria, por isso, eu não tenho preocupação”, disse Giroto, hoje em ato do PMDB Mulher, realizado na Assembleia Legislativa.


Segundo o parlamentar, ele já enfrentou seis mil ações judiciais. “Passou pela minha mão seis mil processos e eu não tenho até hoje nenhuma condenação e isso me da tranquilidade”, reforçou. Ele ainda contou que pesquisa qualitativa, de consumo interno do PMDB, revela que a população não dá valor a campanha com foco em denúncias. “Aquele que não perde o tempo em acusação; aquele que usa o seu tempo em benefício do trabalho não tem preocupação nenhuma”, opinou.


Giroto ainda contou que sua proximidade com o governador André Puccinelli (PMDB) foi fator determinante para seu nome ser o escolhido. “A qualitativa da uma preferência pelo meu nome pela experiência administrativa e pelo companheirismo com o André e pelo respeito ao prefeito Nelsinho Trad”, revelou.

Jornal Midiamax