Geral

ONU: 200 mil pessoas fugiram de combates em Aleppo, na Síria

As Nações Unidas informaram neste domingo que 200 mil pessoas fugiram da cidade síria de Aleppo em dois dias, enquanto as forças do presidente Bashar al Assad intensificaram seus ataques. A chefe do serviço humanitário da ONU, Valerie Amos, disse que um número indeterminado de pessoas está preso na cidade e pediu acesso seguro de […]

Arquivo Publicado em 29/07/2012, às 19h38

None

As Nações Unidas informaram neste domingo que 200 mil pessoas fugiram da cidade síria de Aleppo em dois dias, enquanto as forças do presidente Bashar al Assad intensificaram seus ataques.

A chefe do serviço humanitário da ONU, Valerie Amos, disse que um número indeterminado de pessoas está preso na cidade e pediu acesso seguro de grupos de ajuda a Alepo.

No sábado, uma chuva de bombas caiu sobre a metrópole de 2,5 milhões de habitantes, o principal centro urbano do país. A ofensiva obrigou milhares de sírios a fugirem. Os bombardeios recomeçaram neste domingo.

Nas últimas duas semanas, as forças de Assad lutaram como nunca para preservar seu controle sobre o país, depois de um avanço significativo nas duas maiores cidades insurgentes e um atentado a bomba que matou quatro agentes de segurança.

As forças de segurança conseguiram retomar o controle da capital, Damasco, depois de uma batalha agressiva, mas os rebeldes ainda dominam muitas partes de Aleppo, enfrentando há vários dias o exército que recebeu um reforço de tropas.

O enviado internacional de paz da ONU, Kofi Annan, e outros líderes estrangeiros afirmaram que a situação em Aleppo enfatizou a necessidade de uma solução política negociada para os 16 meses de conflito na Síria.

Jornal Midiamax