Geral

Milan faz “revolução” e venderá Robinho e Pato em janeiro

Para arrecadar R$ 131 milhões e reformular o elenco, o Milan pretende vender os brasileiros Robinho e Alexandre Pato, além do ganês Kevin-Prince Boateng, um projeto chamado de “revolução” pelo jornal italiano Corriere dello Sport. As negociações programadas para janeiro de 2013 ainda fariam o clube economizar R$ 79 milhões em salários. Com as vendas […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 16h29

None

Para arrecadar R$ 131 milhões e reformular o elenco, o Milan pretende vender os brasileiros Robinho e Alexandre Pato, além do ganês Kevin-Prince Boateng, um projeto chamado de “revolução” pelo jornal italiano Corriere dello Sport. As negociações programadas para janeiro de 2013 ainda fariam o clube economizar R$ 79 milhões em salários.



Com as vendas de Thiago Silva e Zlatan Ibrahimovic para o Paris Saint-Germain, em julho, o Milan enfraqueceu o seu time e sofre no Campeonato Italiano. São apenas sete pontos em oito rodadas e a 15ª colocação. Campanha de duas vitórias, um empate e cinco derrotas. Na Liga dos Campeões, o hexacampeão europeu perdeu do Málaga na última quarta-feira e está em segundo lugar no Grupo C.



Interessados pelos jogadores não faltam. O Corriere lembra o “sonho não tão secreto” do Santos de repatriar o atacante Robinho e informa que o dono do Chelsea, Roman Abramovich, manifestou a vontade de desembolsar R$ 79 milhões para contratar Pato.



Embora os principais jogadores do ataque do pressionado técnico Massimiliano Allegri, ambos sofrem com lesões. A coxa direita atrapalha a temporada de Robinho, e Pato sofreu 15 contusões em um período de 30 meses.



Boateng, por sua vez, irritou a torcida ao pedir um aumento em meio à crise. Pediu para renovar contrato e passar a ganhar R$ 10 milhões por ano, não mais R$ 5 milhões. Em janeiro, o Bayern de Munique, de acordo com o jornal italiano, vai tentar contratá-lo.


Jornal Midiamax