Geral

MEC suspende vestibular de duas faculdades de Letras no Mato Grosso do Sul

O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (19) a suspensão do vestibular 207 cursos de instituições de ensino superior de todo país, nas áreas de engenharia, exatas, tecnologia e licenciatura (formação de professores). No Estado, o vestibular dos curso de licenciatura em Letras da Fap (Faculdade de Ponta Porã) e […]

Arquivo Publicado em 19/12/2012, às 11h31

None

O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (19) a suspensão do vestibular 207 cursos de instituições de ensino superior de todo país, nas áreas de engenharia, exatas, tecnologia e licenciatura (formação de professores). No Estado, o vestibular dos curso de licenciatura em Letras da Fap (Faculdade de Ponta Porã) e da Fipar (Faculdades Integradas de Paranaíba) foram suspensos.

Estas faculdades não alcançaram os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), a qualidade da infraestrutura, do projeto pedagógico e dos professores – como quantidade mínima de um docente em tempo integral.

Os cursos obtiveram notas 1 ou 2 (em uma escala até 5) e foram reprovados duas vezes consecutivas no Conceito Preliminar de Cursos (CPC), que é divulgado anualmente pelo ministério e leva em consideração

Do total de 6.083 cursos avaliados (da rede federal e privada), 672 tiveram desempenho insatisfatório no CPC em 2011, sendo 124 de instituições federais e 548 de particulares.

Para as instituições com cursos que tiveram baixo desempenho, o MEC impôs a assinatura de um termo de compromisso para acabar com as deficiências, visitas in loco de especialistas para conferir o cumprimento do acordo e o bloqueio da oferta de mais vagas nos vestibulares.

Quanto à avaliação das instituições, o MEC anunciou a restrição para o ingresso de estudantes em 185 instituições de ensino superior com baixo desempenho. Elas terão as vagas dos vestibulares congeladas. Para chegar a esse grupo, o MEC levou em consideração o Índice Geral de Cursos (IGC) de 2011, que avaliou 1.772 instituições. Neste número, não são consideradas as universidades estaduais e municipais, apenas as particulares e federais. (Com informações da Agência Brasil)

Jornal Midiamax