Geral

Marcos Valério diz que entregou provas envolvendo Lula ao MPF

Operador do mensalão e condenado a mais de 40 anos pelo caso, o empresário Marcos Valério disse, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, que entregou ao Ministério Público Federal documentos comprovando acusações feitas em seu novo depoimento, que envolvem o ex-presidente Lula no escândalo. Em resposta aos que desqualificam suas acusações, Valério afirmou […]

Arquivo Publicado em 13/12/2012, às 17h49

None

Operador do mensalão e condenado a mais de 40 anos pelo caso, o empresário Marcos Valério disse, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, que entregou ao Ministério Público Federal documentos comprovando acusações feitas em seu novo depoimento, que envolvem o ex-presidente Lula no escândalo.



Em resposta aos que desqualificam suas acusações, Valério afirmou que os documentos foram entregues em setembro, quando falou à Procuradoria. Numa breve declaração, queixou-se: “Os procuradores não tocaram nos papéis que deixei lá”.



Entre os documentos, segundo a publicação, está o registro de depósito dos R$ 98,5 mil que, de acordo com Valério, foram usados para pagamento de despesas pessoais do ex-presidente Lula na posse e no primeiro mês de seu primeiro governo.



O cheque foi destinado à empresa de segurança Caso, de Freud Godoy, ex-assessor pessoal de Lula. Esse depósito já havia sido identificado pela CPI dos Correios, aberta para apurar o caso em 2005, mas na época Valério nada disse. Não há registro do que foi comprado com o dinheiro repassado.



Em depoimento, Freud alegou que o recurso foi empregado em gastos com segurança da posse. Procurada, a defesa do empresário não detalhou que outros papéis foram entregues.


Jornal Midiamax