Geral

Líder indígena encontrado morto em rio no interior de MS pode ter se afogado sozinho

A Funai (Fundação Nacional do Índio) confirmou nesta segunda-feira (17) a morte do líder guarani Amilton Lopes. Ele morava na aldeia Piracuá, em Bela Vista, a 324 quilômetros de Campo Grande, e foi encontrado já sem vida em um rio que corta a terra indígena. Segundo informações não confirmadas, o índio teria descido ao local […]

Arquivo Publicado em 17/09/2012, às 11h55

None

A Funai (Fundação Nacional do Índio) confirmou nesta segunda-feira (17) a morte do líder guarani Amilton Lopes. Ele morava na aldeia Piracuá, em Bela Vista, a 324 quilômetros de Campo Grande, e foi encontrado já sem vida em um rio que corta a terra indígena.


Segundo informações não confirmadas, o índio teria descido ao local na manhã de ontem para pescar. Rumores na aldeia são de que ele estava sozinho no local onde pescava e que a morte teria acontecido por afogamento.


Mesmo assim, lideranças dizem que vão cobrar das autoridades investigação rigorosa e não descartam a possibilidade de crime.


Amilton Lopes era membro do Aty Guasu regional, espécie de conselho político dos índios, e já havia sofrido ameaças de morte ligadas aos conflitos fundiários na região de fronteira de Mato Grosso do Sul.


A Polícia Civil já foi comunicada oficialmente, mas não há mais detalhes sobre o caso. De acordo com a Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) de Antônio João, que acompanha a liberação do corpo, ainda não há nenhuma informação oficial sobre as circunstâncias da morte.


Funcionários da Funai em Ponta Porã acompanham o episódio.

Jornal Midiamax