Geral

Japonesa desbanca Marta e ganha a Bola de Ouro da Fifa pela primeira vez

Nesta segunda-feira (9), a meia-atacante brasileira Marta, que tentava seu sexto título consecutivo na Bola de Ouro da Fifa, foi desbancada pela japonesa Homare Sawa, que fez história e se tornou primeira jogadora nascida fora da Europa e das Américas a conquistar o prêmio, entregue para as mulheres desde 2001. Para ser eleita a melhor […]

Arquivo Publicado em 09/01/2012, às 21h50

None

Nesta segunda-feira (9), a meia-atacante brasileira Marta, que tentava seu sexto título consecutivo na Bola de Ouro da Fifa, foi desbancada pela japonesa Homare Sawa, que fez história e se tornou primeira jogadora nascida fora da Europa e das Américas a conquistar o prêmio, entregue para as mulheres desde 2001.

Para ser eleita a melhor jogadora do mundo de 2011, Sawa teve de superar a camisa 10 brasileira e a norte-americana Abby Wambach na eleição que contou com votos de capitães e técnicos de seleções masculinas e femininas e também de jornalistas escolhidos pela revista francesa France Football. A japonesa teve 28,51% dos votos, enquanto Marta ficou com 17,28% e Wambach com 13,26%.

O principal fator que levou Sawa a ganhar a Bola de Ouro da Fifa foi o título inédito do Japão na Copa do Mundo de Futebol Feminino, realizada na Alemanha entre junho e julho. Camisa 10 e capitã das Nadeshiko, como é conhecida a equipe, a meia, além de levantar a taça, também foi eleita melhor jogadora do torneio e foi artilheira da competição, com cinco gols – um deles nos últimos minutos do segundo tempo da prorrogação da final contra os Estados Unidos, que levou o jogo para os pênaltis, com consequente vitória asiática.
Na Copa do Mundo, Marta parou com o Brasil nas quartas de final, com derrota para as norte-americanas, nos pênaltis, e marcou quatro gols na competição, dando duas assistências. Já Abby Wambach avançou até a final, mas, mesmo marcando um gol na partida, não pôde evitar o vice-campeonato da seleção ianque para o Japão.

Sawa, de apenas 1,64 m, começou a carreira na seleção japonesa com apenas 15 anos, e, logo na primeira partida, impressionou: marcou quatro gols contra as Filipinas. Desde então, foram 173 partidas e 80 gols com as Nadeshiko, além de ter participado de cinco edições da Copa do Mundo (1995, 1999, 2003, 2007 e 2011) e de três Olimpíadas (1996, 2004 e 2008).

Atualmente, Sawa defende as cores do INAC Kobe Leonessa, bicampeão da liga feminina do Japão.

Jornal Midiamax